A Guarda Ambiental de São Pedro da Aldeia participou, na tarde de terça-feira (20), de uma reunião, em Iguaba Grande, com representantes das Guardas dos cinco municípios banhados pela Lagoa de Araruama (Arraial do Cabo, Cabo Frio, São Pedro da Aldeia, Iguaba Grande e Araruama). Em pauta, o defeso das espécies da lagoa, que iniciou em agosto, com duração até 31 de outubro.

No encontro, foram definidas ações estratégicas para garantir o cumprimento da lei do defeso, que visa a preservação das espécies que vivem na Lagoa. De acordo com o comandante da Guarda aldeense , Roselito Pereira, as operações acontecerão em conjunto reunindo profissionais das cinco cidades.

“O defeso existe em benefício do próprio pescador e as operações irão ser feitas respeitando os profissionais e as pessoas no geral. Além das Guardas das cinco cidades, contaremos com o apoio do Grupamento de Polícia Militar Ambiental (UPAM), sob a fiscalização do Ministério Público Federal, que vai cobrar o cumprimento da lei”, explicou.

De acordo com Roselito foi estabelecido, ainda, que a fiscalização será estendida após o defeso, para garantir que os tipos de rede utilizadas sejam somente as permitidas por lei.

“A lagoa é dividida em áreas 1, 2 e 3, e em algumas delas, determinados tipos de rede e pesca não são permitidas. Estaremos mantendo as operações para garantir isso”, afirmou.

Comentários estão desabilitados

Fechar Acessibilidade