A Fiscalização de Posturas da Prefeitura de São Pedro da Aldeia, com acompanhamento da Guarda Civil Municipal e da Polícia Militar, realizou, nesta quarta-feira (25), pelo terceiro dia consecutivo, fiscalização no comércio da cidade. Em três dias de operação, 50 estabelecimentos foram fechados.

A medida visa o cumprimento do Decreto nº 26, assinado há cinco dias pelo prefeito Cláudio Chumbinho, ordenando o fechamento de estabelecimentos comerciais que trabalhem com produtos não essenciais. O objetivo é evitar a disseminação do coronavírus, doença que tem causado muitas internações e mortes pelo mundo.

Foto: Renato Fulgoni

Embora até a data de hoje o município não tenha nenhum caso confirmado de coronavírus, a medida integra um conjunto de ações preventivas da Prefeitura frente à pandemia do Covid-19. A operação de fiscalização desta quarta-feira, que foi acompanhada pela secretária de Segurança e Ordem Pública, Leila Neves, foi realizada nos bairros Fluminense e Estação, atendendo a denúncias. De lá, a equipe seguiu para a Praia Linda para operação de rotina.

Foto: Renato Fulgoni

De acordo com o chefe em exercício do Departamento de Posturas, Lucas Azevedo, cerca de 50 estabelecimentos foram fechados durante as operações, sem resistência da grande maioria. Vale ressaltar que a reincidência pode acarretar em cassação do alvará e instauração de processo administrativo.

Foto: Renato Fulgoni

“A grande maioria dos comerciantes entendeu o propósito do decreto e fechou suas lojas voluntariamente. Quando encontramos algum comércio aberto que não se enquadre entre os serviçso essenciais previstos no decreto, pedimos para que fechem e a resposta tem sido imediata, sem maiores problemas”, esclareceu Azevedo.

Foto: Renato Fulgoni

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia reitera a importância de que todos fiquem em casa neste momento para evitar a disseminação do vírus e a consequente sobrecarga no sistema de Saúde.

Fechar Acessibilidade