o próximo domingo, 28/06, o mundo celebra o Dia Internacional do Orgulho LGBT+ (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e outros grupos minorizados), mas em São Pedro da Aldeia, esse assunto faz parte da gestão pública o ano todo.  O município foi um dos primeiros a aprovar uma lei de Combate a Homofobia. Depois da aprovação, foi criada a Coordenadoria de Políticas Públicas LGBTI, que é subordinada à Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos.

A Coordenadoria tem como objetivo promover ações de conscientização de combate a LGBTfobia e planejar, construir e encaminhar propostas de políticas públicas em benefício da população LGBTI. 

Neste ano, devido à pandemia do novo coronavírus e para não provocar aglomeração, não será realizado nenhum evento para marcar a data. No entanto a secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Olívia Sá, ressalta a importância do tema.

 “Sempre que possível realizamos eventos educativos no dia Internacional do Orgulho LGBT+, esse ano estamos impedidos de fazer alguma ação. Mas, não poderíamos deixar de lembrar da data que homenageia a população LGBT+, que por meio de tantas lutas, obteve conquistas, mas, infelizmente, ainda tem que lidar com o preconceito.  Acreditamos que somente por meio da educação, do acesso a informação e o respeito ao próximo somos capazes de entender e compreender o outro do jeito que ele é”, falou.

Entenda a data

No Brasil e no resto do mundo, 28 de junho é o Dia do Orgulho LGBT+ (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e outros grupos minorizados). A data tem origem em uma reação, em 1969, a sucessivas batidas policiais ao bar Stonewall Inn, em Nova Iorque. O local era ponto de encontro de gays, lésbicas, travestis, trans e drag queens. Ações da polícia, movidas por preconceito, eram frequentes à época, não só nos Estados Unidos como também em outros países, em geral justificadas por “conduta imoral”, resultando em confrontos e prisões.  Indignada com a truculência da polícia, uma multidão começou a se aglomerar ao redor do bar para impedir o deslocamento dos detidos.

Os ânimos se acirraram até o embate corporal entre polícia e comunidade LGBT+. No ano seguinte, a comunidade LGBT+ local decidiu homenagear a coragem na luta por liberdade e realizou a primeira parada gay do mundo na data. A partir daí, outros eventos se inspiraram e surgiram em outras cidades. Atualmente,, 28 de junho são considerados dia e mês do Orgulho LGBT+.

Fechar Acessibilidade