Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos participa do I Encontro Regional sobre Calamidades Públicas e Emergências

A Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH) participou do I Encontro Regional sobre o Serviço de Proteção em Situações de Calamidades Públicas e Emergências – Baixada Litorânea I, realizado, em Cabo Frio, nesta terça-feira (17), pela Coordenação Estadual da Proteção Social Especial de Alta Complexidade. O Encontro teve como objetivo proporcionar apoio técnico aos municípios sobre o Serviço de Proteção em Situações de Calamidades Públicas e Emergência. A diretora das Proteções básicas e especiais, Cláudia Brasil, e a Assessora Adjunta, Wanessa Garcia, representaram a SASDH; o Coordenador Geral da Defesa Civil, Marcus Dothávio, também participou do evento.

De acordo com a diretora das Proteções básicas e especiais, Cláudia Brasil, a falta de insumo para as crises e a necessidade dos municípios se organizarem quanto aos protocolos de atendimentos também foram assuntos em pauta durante o Encontro. “São Pedro da Aldeia tem Defesa Civil com plano de contingência, protocolo de atendimento e trabalha em conjunto com a equipe de assistência social, nos casos de calamidade. Todos se mobilizam no atendimento as famílias. Isso já vem sendo feito em nosso município”, falou Cláudia.

Segundo o Coordenador Geral da Defesa Civil, Marcus Dothávio, o Encontro foi muito importante para estreitar o relacionamento entre Município e Estado. “O nosso município está bem avançado no serviço de proteção em situações de calamidades públicas e emergência; nós temos um gabinete de crise, monitoramento de desastre e trabalhando em parceria com a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, que tem uma equipe qualificada e capacitada voltada para estas questões. A defesa Civil faz os primeiros atendimentos e a Assistência Social dá continuidade ao trabalho. No entanto, toda ajuda é bem-vinda. Tenho 15 anos de trabalho nessa área e, neste período, nunca o Estado se reuniu com os municípios para discutir assistência em situações de calamidades públicas e emergência. Neste primeiro momento nos foi oferecido apoio técnico. Vamos esperar a readequação estadual, para saber o que mais poderá ser disponibilizado para os municípios”, explicou Dothávio. 

Comentários estão desabilitados

Fechar Acessibilidade