Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos participa do I Encontro Regional sobre Calamidades Públicas e Emergências

Categorias

Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos participa do I Encontro Regional sobre Calamidades Públicas e Emergências

A Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH) participou do I Encontro Regional sobre o Serviço de Proteção em Situações de Calamidades Públicas e Emergências – Baixada Litorânea I, realizado, em Cabo Frio, nesta terça-feira (17), pela Coordenação Estadual da Proteção Social Especial de Alta Complexidade. O Encontro teve como objetivo proporcionar apoio técnico aos municípios sobre o Serviço de Proteção em Situações de Calamidades Públicas e Emergência. A diretora das Proteções básicas e especiais, Cláudia Brasil, e a Assessora Adjunta, Wanessa Garcia, representaram a SASDH; o Coordenador Geral da Defesa Civil, Marcus Dothávio, também participou do evento.

De acordo com a diretora das Proteções básicas e especiais, Cláudia Brasil, a falta de insumo para as crises e a necessidade dos municípios se organizarem quanto aos protocolos de atendimentos também foram assuntos em pauta durante o Encontro. “São Pedro da Aldeia tem Defesa Civil com plano de contingência, protocolo de atendimento e trabalha em conjunto com a equipe de assistência social, nos casos de calamidade. Todos se mobilizam no atendimento as famílias. Isso já vem sendo feito em nosso município”, falou Cláudia.

Segundo o Coordenador Geral da Defesa Civil, Marcus Dothávio, o Encontro foi muito importante para estreitar o relacionamento entre Município e Estado. “O nosso município está bem avançado no serviço de proteção em situações de calamidades públicas e emergência; nós temos um gabinete de crise, monitoramento de desastre e trabalhando em parceria com a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, que tem uma equipe qualificada e capacitada voltada para estas questões. A defesa Civil faz os primeiros atendimentos e a Assistência Social dá continuidade ao trabalho. No entanto, toda ajuda é bem-vinda. Tenho 15 anos de trabalho nessa área e, neste período, nunca o Estado se reuniu com os municípios para discutir assistência em situações de calamidades públicas e emergência. Neste primeiro momento nos foi oferecido apoio técnico. Vamos esperar a readequação estadual, para saber o que mais poderá ser disponibilizado para os municípios”, explicou Dothávio. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Fechar Acessibilidade