Foi aberta, na terça-feira (28), a “Semana da Diversidade em Ação” em São Pedro da Aldeia. Idealizado pela Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda, o projeto envolve a realização de oficinas práticas e palestras gratuitas no espaço do Horto Escola Artesanal. A abertura do evento foi marcada pela realização da oficina de artesanato com foco na confecção da bonequinha de pano Abayomi, de origem africana. A programação segue até a próxima sexta-feira (31), com oficina de artesanato, palestras sobre empreendedorismo e noções de primeiros socorros.



O secretário de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda, Dimas Tadeu, falou sobre a programação oferecida. “Nesse projeto, nós focamos em dois aspectos principais. Primeiro, na oferta de oficinas, que possibilitam as pessoas de um modo geral a despertarem a criatividade, desenvolver suas habilidades manuais e poderem gerar uma renda familiar através do artesanato. E, por outro lado, teremos também atividades voltadas à capacitação, com palestras sobre empreendedorismo e os incentivos que o município oferece, principalmente com foco no microempreendedor individual. Ao final, encerraremos com a palestra sobre primeiros socorros e a segurança no ambiente de trabalho. Será uma semana completa”, enfatizou.



Abrindo o cronograma da Semana, a oficina de artesanato da terça-feira abordou as técnicas básicas de confecção da boneca Abayomi, feitas apenas de nós e tecido, sem costura. Para as aulas práticas, as alunas receberam materiais de apoio, como moldes recicláveis e retalhos de pano, frutos de reaproveitamento. Durante as oficinas, também foi abordada a história e a origem da boneca, surgida nos porões dos navios negreiros.



A palavra Abayomi tem origem no iorubá e significa “presente precioso”, aquele que traz felicidade ou alegria. “As mães negras para acalentar e aliviar o sofrimento de suas crianças rasgavam, com as próprias mãos, tiras de pano de suas saias e faziam essas pequenas bonecas, em um ato de amor e de cuidado. Hoje, ela é uma representação cultural, que carrega muita história e ancestralidade, e pode ser usada como opção de presentes e lembrancinhas, como chaveiros, ímãs de geladeira, acessórios e enfeites diversos, e também dentro de atividades pedagógicas no ambiente escolar”, destacou a instrutora de artesanato Rosângela Mendes.



Aluna da rede estadual do município, Izila da Silva César, do bairro Vinhateiro, foi uma das participantes. “Foi uma experiência muito bacana e poder aprender também sobre a história e a origem dessa bonequinha foi muito especial. Sempre gostei muito de artesanato, faço colares, brincos e pulseiras; estou sempre em busca de cursos nessa área. Achei essa iniciativa ótima, além de ser uma oportunidade para as pessoas que não podem pagar por um curso como esse. Gosto muito de presentear as pessoas com as coisas que eu faço, mas essa Abayomi será minha”, brincou a jovem artesã.



O cronograma de atividades da “Semana da Diversidade em Ação” continua nesta quarta-feira (29) com a oficina de produção de colares em tecido e fuxico. Na quinta (30), serão ministradas palestras motivacionais em empreendedorismo, sob condução da Subsecretaria de Desenvolvimento Econômico, e, encerrando a semana, na sexta-feira (31), serão oferecidas palestras sobre noções básicas em primeiros socorros, ministradas pela Defesa Civil.



O Horto Escola Artesanal fica localizado às margens da Rodovia Amaral Peixoto, km 107, no bairro Balneário das Conchas, próximo à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município.

]]>

Comentários
Fechar Acessibilidade