Categorias

Assistência Social busca apoio do comércio para melhorar atendimento a autistas em São Pedro da Aldeia

es

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), vem realizando regularmente ações para sensibilizar comerciantes do município a apoiar medida que assegura a prioridade no atendimento a pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA). Para efetivar a iniciativa, técnicas da secretaria percorreram alguns estabelecimentos comerciais da cidade, sobretudo aqueles que concentram um maior público, para orientar os comerciantes a respeito das determinações da Lei Federal nº 13.977, que prevê preferência especial sobre os demais atendimentos prioritários nos estabelecimentos públicos e privados.

A medida assegura prioridade em supermercados, lotéricas, farmácias, bancos, lojas em geral e órgãos públicos. Para facilitar o cumprimento da lei, foi criada a carteirinha do autista, que é emitida pela SASDH. O documento, que foi regulamentado por meio de decreto municipal (nº 126 de 28 de junho de 2021), garante os direitos das pessoas com TEA em todos os serviços públicos e privados.

Gerente comercial de um hortifruti no centro, Júlio Baganha disse que apoia integralmente a ação e que encaminhará as informações à responsável pela área de Recursos Humanos para orientar os funcionários com relação ao atendimento preferencial a esse público. “Prioridade é prioridade! O cliente não tem que solicitar o atendimento especial, nós é que temos que assegurar os direitos deles. Apesar de nem sempre identificarmos a pessoa com deficiência, o acompanhante sempre sinaliza”, ponderou o gerente, que solicitou cartazes para serem afixados nas duas entradas da loja.

A coordenadora de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência da SASDH, Camila Oliveira, destaca a luta por direitos das pessoas com TEA. “Muitas pessoas não têm conhecimento a respeito do transtorno autista e não sabem que, algumas vezes, ficar em uma fila de banco, loja, supermercado, pode gerar a esta pessoa um desconforto incalculável, como a hiperatividade e comportamento agressivo, por causa da ‘quebra’ em sua rotina”, pontuou a coordenadora. A coordenadora do CRAS do Porto da Aldeia (Palmiro Gomes), Valéria Santos, reforça a importância da lei. “É urgente a necessidade de ficar o menos tempo possível aguardando o atendimento. Alguns clientes não compreendem a prioridade no atendimento porque as pessoas com o transtorno não apresentam características físicas que o identificam e ainda há a dificuldade de comunicação por deficiência no domínio da linguagem”.

Renata Ribeiro, gerente de uma loteria, diz que todas as vezes que o cliente solicita preferência na fila de atendimento prioritário, ela não questiona e não pede documentos comprobatórios para atestar o distúrbio. “Eu abro imediatamente outro guichê e faço o atendimento. Vou fixar o cartaz com as informações sobre este atendimento. É bom que os próprios clientes que ficam na fila prioritária, tomem conhecimento da preferência para os autistas”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

windows 10 pro kaufen office 2019 pro kaufen office 365 pro kaufen windows 10 home kaufen windows 10 enterprise kaufen office 2019 home and business kaufen office 2016 pro kaufen windows 10 education kaufen visio 2019 kaufen microsoft project 2019 kaufen microsoft project 2016 kaufen visio professional 2016 kaufen windows server 2012 kaufen windows server 2016 kaufen windows server 2019 kaufen Betriebssysteme kaufen office software kaufen windows server kaufen https://softhier.com/ instagram takipçi satın al instagram beğeni satın al instagram görüntüleme satın al instagram otomatik beğeni satın al facebook beğeni satın al facebook sayfa beğenisi satın al facebook takipçi satın al twitter takipçi satın al twitter beğeni satın al twitter retweet satın al youtube izlenme satın al youtube abone satın al https://takipci33.com/