Curso de Socorrista para Situações de Desastre capacita novos voluntários da Defesa Civil

A Defesa Civil de São Pedro da Aldeia
passou a contar com novos socorristas voluntários, capacitados pelo II Curso
Básico de Socorrista para Situações de Desastre. A qualificação foi realizada
pelo Portal da Defesa Civil, em parceria com a Divisão aldeense. O curso
promoveu aulas teóricas e práticas, que envolveram palestras, oficinas e
simulados. A formatura dos participantes aconteceu na terça-feira (18), na sede
da Defesa Civil.



De acordo com o diretor da Defesa Civil,
Marcus Dothavio, os participantes preencheram um cadastro de voluntários, de acordo
com a Lei 9.608/1998. “Nós fizemos um levantamento, buscamos parcerias e,
principalmente, qualidade técnica dos monitores para capacitar esses novos
socorristas voluntários da Defesa Civil. Agora, nós temos a tranquilidade de
saber que esse pessoal está capacitado para atuar em qualquer situação, seja
nas parcerias de projetos sociais, nas atividades de cidadania ou em situações
de emergência. A prevenção e preparação da população para atuar em situações
adversas é uma das nossas atribuições”, declarou.



O segundo Curso de Socorrista aconteceu nos
dias 01, 02, 08 e 09 de junho. Dividido em quatro módulos, a iniciativa teve
como objetivo formar socorristas preparados para a primeira resposta a
emergência e para auxiliar as forças de resposta a desastres, atuando em
momentos de adversidade. Três agentes estatutários da Defesa Civil também participaram
da capacitação.



De acordo com o presidente do Portal
Defesa Civil, Denis Veneno, também estão previstos cursos intermediários e
avançados sobre o tema. “A gente prepara, realmente, os alunos para
atuarem tanto no primeiro atendimento, até a chegada do socorro especializado,
tanto no auxílio aos órgãos de resposta, como Bombeiros e Defesa Civil, em um
momento de desastre”, salientou.



O módulo sobre suporte básico de vida
abriu a programação do curso. As aulas abordaram o atendimento pré-hospitalar
básico, aspectos legais, comportamento e psicologia do socorrista, reanimação
cardiopulmonar, avaliação primária de vítima, emergências traumáticas,
classificação e atendimento com múltiplas vítimas, aspectos conceituais sobre
desastres naturais, suscetibilidade, identificação e avaliação, entre outros. O
Horto Escola Artesanal foi sede das aulas teóricas, enquanto as práticas foram
realizadas em um sítio no bairro São Mateus.


Deixe um comentário

Fechar Acessibilidade