O defeso das espécies da Lagoa de Araruama, instituído por Lei Federal em 2013, está valendo desde o dia 1º de agosto. Com isso, estão proibidas todas as atividades de pesca, tanto profissional como de lazer. A fiscalização para o cumprimento da lei será feita pela Unidade de Polícia Ambiental (UPAM), da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro.


Para o secretário de Agricultura, Pesca, Trabalho e Renda, Dimas Tadeu, o resultado do defeso ficou bem claro este ano.


“Na temporada da tainha, tivemos um bom aumento no tamanho dos peixes, assim como o da perumbeba, sem falar no número muito maior. O defeso tem sido um acerto”, afirmou. 


De acordo com o Coordenador de Pesca, Marlon Guimarães, o defeso vale para qualquer tipo de pescado dentro da área da Lagoa, que abrange cinco municípios.


“Todas as espécies vivas da Lagoa estão protegidas por essa lei, o que tem surtido bons resultados ano a ano, com o repovoamento”, comemorou.


]]>

Deixe um comentário

Fechar Acessibilidade