Encontro Regional reúne trabalhadores da Cultura em São Pedro da Aldeia

O município de São Pedro da Aldeia sediou o “Encontro com Trabalhadores da Cultura, Agentes, Gestores e Empreendedores Culturais” da região da Baixada Litorânea. O evento foi promovido pela Comissão de Cultura da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), na Câmara Municipal, e contou com o apoio da Prefeitura aldeense. O objetivo foi discutir a gestão das políticas públicas, os desafios e principais demandas do segmento. Participaram da iniciativa representantes locais e dos municípios de Silva Jardim, Búzios, Cabo Frio, Casimiro de Abreu, Araruama e Arraial do Cabo. Estiveram presentes a secretária adjunta de Cultura, Edlúcia Marques, entre outras representatividades regionais dos Poderes Públicos e da sociedade civil.

Foto: Renato Fulgoni

Anfitriã do evento, a secretária adjunta da pasta, Edlúcia Marques, deu as boas-vindas aos participantes. “É um prazer estarmos aqui com um único intuito: discutir, refletir e pensar a gestão da política da Cultura não só em São Pedro da Aldeia, mas em todos os municípios da nossa região da Baixada Litorânea. Agradeço aos nossos vizinhos presentes e à Comissão de Cultura pela representatividade na Alerj. Nós precisamos muito desse apoio, nossas demandas são muitas, temos ainda muitos sonhos e projetos a serem realizados, mas ainda esbarramos em dificuldades. Então, esse é o momento de falarmos e colocarmos todas as nossas demandas”, disse.

Foto: Renato Fulgoni

Durante o encontro, foram tratados temas relacionados ao aporte financeiro e destinação de recursos aos municípios; a Lei n° 7035/15, que instituiu o Sistema Estadual de Cultura (SIEC); a valorização das identidades locais e preservação das manifestações culturais; o viés econômico e o valor da cultura para além do entretenimento; o incentivo aos movimentos, artistas e trabalhadores da Cultura, entre eles o artesanato e as baianas de acarajé; a criminalização da cultura; e as dificuldades na criação de editais de cultura; entre outros assuntos.

Foto: Renato Fulgoni

As discussões foram conduzidas pelo presidente da Comissão de Cultura da Alerj, o deputado estadual Eliomar Coelho. “Decidimos focar na interiorização das atividades da Comissão e, para isso, dividimos o Estado do Rio de Janeiro em 10 regiões; em cada uma delas nós fizemos essa audiência pública. O objetivo da nossa presença é colher tudo aquilo que possa existir de demanda por parte dos produtores, gestores e criadores de Cultura da região para sistematizarmos essas informações em um relatório. O que a gente quer é ter em mãos conhecimentos de como é tratada a questão da Cultura no Estado, as dificuldades existentes e como podemos trabalhar, de forma coletiva, para a superação dessas dificuldades. Estamos aqui para apoiar e estimular, dentro das nossas possibilidades, tudo o que for possível para fazer com que a cultura seja valorizada”, destacou.

Foto: Renato Fulgoni

O município aldeense foi o nono a receber o encontro regional da Comissão de Cultura. O próximo evento está marcado para o dia 20 de setembro no município de Três Rios (região Centro Sul), encerrando a programação do ano. As reuniões públicas já passaram pelas regiões da Baixada (Nova Iguaçu), Serrana (Nova Friburgo), Médio Paraíba (Volta Redonda), Leste Fluminense (São Gonçalo), Costa Verde (Angra dos Reis), Norte (Macaé) e Noroeste (Miracema).

Foto: Renato Fulgoni

De acordo com a assessora técnica da Comissão, Julia Souto, a proposta é que ao final dos encontros, um documento detalhado, uma espécie de cartilha ou “raio-x” da Cultura do Estado, seja elaborado para ser enviado às Prefeituras, Comissões, Câmaras de Vereadores e Conselhos Municipais. “A ideia é que esse material sirva como um instrumento de luta e de elaboração legislativa”, complementou.

Foto: Renato Fulgoni

“Quero me congratular com o presidente e com a equipe da Comissão de Cultura que estão sendo precursores nessa iniciativa de chegarem ao interior do Estado para escutar a base. A interlocução com a Alerj é algo muito importante não só pela questão da representatividade, mas também para levar nossas demandas ao Governo do Estado”, salientou o conselheiro titular estadual de Políticas Culturais na Baixada Litorânea, José Facury.

Foto: Renato Fulgoni

Participaram do encontro representantes dos conselhos municipais de Cultura de São Pedro da Aldeia e de Búzios, membros do Fórum Permanente de Cultura da Baixada Litorânea, da Secretaria de Turismo de Silva Jardim, da Subsecretaria de Cultura de Arraial do Cabo, da Casa do Artesão de Araruama, da Fundação Cultural de Casimiro de Abreu, o chefe do escritório técnico regional do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Felipe Borel, além de músicos, historiadores, artistas plásticos, atores, profissionais da mídia, entre outras personalidades do segmento.

Foto: Renato Fulgoni

Comentários estão desabilitados

Fechar Acessibilidade
%d blogueiros gostam disto: