Na última quarta-feira (13), secretários municipais de São Pedro da Aldeia, técnicos e especialistas se reuniram novamente para tratar sobre a elaboração e execução do projeto de arborização no município, o “Arvorecer”. Na ocasião, os profissionais que compõem o grupo de trabalho discutiram o avanço das etapas de preparação e planejamento das atividades a serem implantadas este ano. O lançamento do projeto será marcado com uma ação de impacto, prevista para o dia 22 de março, com mutirão de plantio de mudas de árvores nativas na entrada principal do bairro São João. Participaram da reunião os secretários de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda, Dimas Tadeu; e de Ambiente, Lagoa, Pesca e Saneamento, Luciano Pinto.



De acordo com o secretário de Ambiente, Lagoa, Pesca e Saneamento, Luciano Pinto, a aquisição das mudas foi possível graças a uma parceria intermunicipal. “Contamos com a parceria da Secretaria de Ambiente de Cabo Frio, que fez essa doação de mudas ao nosso município. São mudas encorpadas, de grande qualidade e grande porte, com perspectivas de bom desenvolvimento, que vão compor não somente a paisagem e a ornamentação daquela área, mas também proporcionar qualidade de vida e bem-estar para a população. A proposta é iniciar esse projeto com uma grande mobilização, envolvendo a participação de toda a sociedade”, disse.



Durante a ação no bairro São João, será feito o plantio de cerca de 100 mudas, entre ipês e extremosas, visando a recuperação natural e a recomposição paisagística da área. A mobilização contará com a participação de estudantes da rede municipal, representantes e voluntários das diversas instituições envolvidas, governamentais e não-governamentais, além de associação de moradores e membros da sociedade civil organizada. Como parte do lançamento do projeto, também será feito o plantio simbólico de mudas de Ipê Amarelo e Pau-Brasil na praça do bairro.



Ao longo da reunião foram abordadas possíveis parcerias com empresas instaladas na cidade para o apadrinhamento do projeto, visando a manutenção e o cuidado periódico dos canteiros, e também com a Prolagos para a rega sistemática e implantação do programa de responsabilidade socioambiental da concessionária, o “Saber Faz Bem”, que oferece palestras, apresentações teatrais e atividades educativas em prol da conscientização da preservação do meio ambiente.



Além do bairro São João, também estão previstos mutirões de plantio nas principais vias de acesso à cidade, ao longo dos canteiros centrais e rotatórias da Rodovia RJ-140, na altura entre os bairros Baixo Grande e Nova São Pedro, e em outras áreas públicas, como praças e entorno de escolas. O projeto deverá contemplar, ainda, ações paralelas, entre elas a realização de oficinas, cursos profissionalizantes na área de jardinagem e paisagismo, concursos na primavera e atividades nas escolas, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação.



Formado no início do mês, o grupo de trabalho é composto por profissionais especialistas na área de planejamento e projetos, ambiente, ciências biológicas, agricultura, gestão imobiliária, gestão de negócios e paisagismo, entre outras. Semanalmente, os integrantes e voluntários se dedicam ao planejamento e organização do cronograma de atividades, bem como a discussão conjunta de estratégias de educação ambiental, engajamento e sensibilização popular. O projeto é resultado de uma parceria entre a Prefeitura da cidade, sociedade civil organizada e iniciativa privada.



Também participaram da reunião no Horto Escola Artesanal o diretor técnico do grupo Escoteiros de São Pedro da Aldeia, Luiz Carlos Lobo, a fiscal de Meio Ambiente da Sealps, Daiana Cabral; a veterinária da Sagat, Ana Carolina Leitão; e o gestor Imobiliário, Amilcen Garcia.

]]>

Deixe um comentário

Fechar Acessibilidade