Categorias

Nota oficial

A Secretaria de Educação de São Pedro da Aldeia informa que é terminantemente contra a atuação de profissionais com suspeitas de Covid-19. A pasta aconselha que qualquer servidor público, empregado público ou contratado por empresa que presta serviço para o município devem entrar em contato com a administração municipal para informar caso haja a existência de sintomas da doença.

A secretaria ressalta que segue as determinações do Decreto nº 058, que institui que qualquer servidor público que apresentar febre ou sintomas respiratórios (tosse seca, dor de garganta, mialgia, cefaleia e prostração, dificuldade para respirar e batimento das asas nasais) passa a ser considerado um caso suspeito e deverá adotar o protocolo de atendimento específico.

Ainda de acordo com o decreto, no caso das gestantes, no desempenho de suas funções laborativas, fica determinado o remanejamento destas para setor mais adequado e com menos fluxo de pessoas, enquanto os servidores públicos maiores de 60 (sessenta anos), mesmo que não possam atuar na modalidade de home office, deverão permanecer em suas residências.

A pasta ressalta, ainda, o seguintes apontamentos:

-Todas as unidades escolares, desde a reabertura para o ano letivo de 2021, retornaram com o número de profissionais reduzidos, cabendo ao diretor fazer uma escala de trabalho, em sistema de rodízio, de acordo com a necessidade escolar;

-Para os professores, foi solicitada a presença de apenas um dia na semana na sua unidade escolar de atuação, para que o mesmo realizasse a correção das atividades não presenciais, fazendo apontamentos para que o processo de ensino aprendizagem se desse de forma satisfatória;

-Cada gestor tem a autonomia de afastar seu funcionário que comunique estar com possíveis sintomas da Covid-19;

-Todas as unidades escolares que, por meio de memorando, avisaram sobre casos suspeitos ou confirmados de Covid 19, passaram (ou ainda passará) por sanitização, em parceria com a Secretaria de Saúde;

-A SEMED tem participado ativamente das reuniões semanais do Gabinete de Crise e vem seguindo todas as orientações dos decretos lançados;

-Visitas vêm sendo realizadas nas unidades escolares pelo secretário ou pelas equipes da secretaria e não foi registrada nenhuma aglomeração nestes locais;

-Os profissionais devem seguir obrigatoriamente as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) contra a doença, com cuidados específicos de higienização. É necessário que todos sigam à risca os protocolos para conter a ampliação dos casos positivos.

-A Educação é fundamental para consolidar informações importantes, tanto na prevenção, quanto nas demais medidas a serem tomadas para auxiliar toda a comunidade escolar.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Fechar Acessibilidade