Operações conjuntas durante defeso apreenderam cerca de 60 redes de pesca

Período de proibição da pesca na Lagoa de Araruama terminou no último dia 31
Foto: Divulgação/PMSPA

As operações conjuntas de fiscalização realizadas durante o período de defeso na Lagoa de Araruama resultaram na apreensão de cerca de 60 redes de pesca. Durante os últimos três meses, esteve em vigor o defeso da laguna, um mecanismo de preservação que proíbe a pesca de todos os tipos, garantindo a reposição do estoque pesqueiro. Dentre os tipos de redes apreendidas, estão as de arrasto, troia e correnteza. 

Participaram das ações fiscalizatórias as Guardas Ambientais de São Pedro da Aldeia, Iguaba Grande, Araruama, Cabo Frio e Arraial do Cabo, além das 7ª e 8ª Unidades de Polícia Ambiental (UPAm) da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. No território aldeense, as ações apreenderam duas redes de tróia e três de arrasto.

Aproximadamente 300 kg de pescado foram apreendidos em toda a região. Eles foram doados às instituições sociais dos municípios envolvidos. A cada operação realizada, os municípios que coordenam a ação ficam responsáveis pela doação às entidades assistenciais das respectivas cidades.

Peixarias e demais pontos de venda de pescados foram fiscalizados periodicamente durante os três meses de defeso. O Defeso da Lagoa de Araruama é previsto em Lei Federal (No 10.779), tendo início sempre em 1º de agosto.

Agradecemos por participar do Censo LGBTQIA+

As informações coletadas serão importantes para quantificar a demanda de atendimento por parte da Secretaria de Assistência Social para a população LGBTQIA+

Se você deseja fazer um agendamento para atendimento com a nossa coordenadoria LGBTQIA+ Clique Aqui