Prefeitura entrega novo prédio da Escola de Educação Especial – EMESPP

As aulas recomeçam em um local totalmente reformulado para 64 alunos especiais

A semana começou com festa para a comunidade escolar atendida na E. M. de Educação Especial Pedro Paulo Lobo de Andrade, a EMESPP. Na manhã desta segunda-feira (04), o prefeito Fábio do Pastel, entregou o novo espaço adaptado que contempla os 64 alunos matriculados na unidade de ensino especializado. Atuando no município desde 2022, a escola auxilia no processo de aprendizagem de crianças portadoras de deficiência intelectual, deficiência múltipla e com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Mas o prefeito deixou bem claro que esse é só o começo da realização de um sonho. “Levamos muito tempo até encontrar essa casa, mas sabíamos que precisávamos de uma casa no centro e de fácil acesso, uma casa que desse qualidade para essas crianças que precisam dessa escola e que antes estavam instaladas em um galpão, onde não havia a estrutura necessária para dar continuidade aos estudos. Digo e repito que a EMESPP não ficará instalada aqui sempre, porque ela terá um espaço próprio, um compromisso da nossa gestão que será entregue a esses alunos que esperam há tanto tempo por condições melhores. O sonho dessas famílias será realizado”, comemorou o prefeito.

Imagem: Bruno Volotão/PMSPA

Durante a cerimônia, teve contação de história, com a professora Neila Lucena, que encantou alunos e convidados com a história do livro “O Menino que era Amigo do Vento”. Em seguida, foi a vez da professora Fabiana Marins emocionar a todos com o louvor “Aleluia”.

Em seu último discurso como Secretário de Educação de São Pedro da Aldeia, o professor Elias Valadão da Mota, falou dos avanços educacionais que o novo local traz. “Tenho a honra de entregar um novo espaço para a EMESPP, espaço esse que será um facilitador dos objetivos propostos para os alunos com deficiência em nosso município. A palavra da gestão Fábio do Pastel sempre foi ação. Ação essa que foi realizada desde que foi visto o antigo espaço no qual esses alunos estudavam. O passo dado hoje de alocar nossos alunos em um novo espaço, fará com que as competências educacionais pretendidas sejam alcançadas com mais dignidade, de forma que a educação siga firme no propósito do governo, que sempre andou de mãos dadas com o comprometimento”, disse.

Imagem: Bruno Volotão/PMSPA

Responsável por instaurar a Semana de Conscientização sobre o Autismo no município, a vereadora Mislene da Conceição, falou da satisfação em ter dado início ao projeto que aproxima realidades. “Eu me lembro que quando fiz o projeto de lei sobre a semana de conscientização sobre o autismo, me falaram que eu não mudaria a visão do país sobre a inclusão. Realmente, do país eu não vou mudar, mas podemos começar por São Pedro da Aldeia. Fico feliz de ver o compromisso e respeito que essa gestão trata a causa. A pessoa que tem deficiência não deve se adaptar a nós, mas nós que devemos a nossa realidade a deles”.

Além de Mislene, representando o Poder Legislativo, também estiveram presentes os vereadores Jean Pierre Borges, Fernando Mistura, Márcio Soares e Cristianey de Souza, conhecido como Chimbiu. Também estiveram na cerimônia, o vice-prefeito, Júlio Queiroz; o chefe de Gabinete, Moisés Batista; os secretário de Governo, Luiz Fernando Gomes Júnior; de Administração, Marcelo Ribeiro; de Assistência Social, Diana Alves; de Fazenda, Renaldo Martins; de Planejamento, Paulo César de Souza; de Segurança, José Maria Cadimo; de Agricultura, Thiago Ribeiro; de Obras, Fernando Frauches; de Turismo, Andrea Tinoco; o procurador Peter Samerson; a controladora do município, Danielle Prudente; o superintendente do Previspa, Mário César Cordeiro; a subsecretária de Educação, Katia Santana e a Coordenadora de Educação Inclusiva, Simone Soares.

O atual diretor da unidade, Jucelino Ramalho, fez uma reflexão a respeito da Educação Inclusiva ir além da acessibilidade de espaços. “”Quando falamos em Educação Especial, a primeira coisa que vem à nossa mente, é ambiente adaptado, rampas e portas largas. Mas num local para receber crianças especial deve ter, acima de tudo, acolhimento e segurança e condições para que todas elas se desenvolvam plenamente. Não trabalhamos apenas com as questões pedagógicas, mas com a vivência para incluir nossos alunos e prepará-los para a vida”, disse o diretor, que finalizou pedindo aplausos a equipe da EMESPP.

Criada a partir do Decreto nº 130 de 18 de setembro de 2002, a EMESPP atua com práticas pedagógicas que valorizam as potencialidades do aluno, respeitando sua individualidade e auxiliando no desenvolvimento de suas habilidades, autonomia e verdadeiro sentido de cidadania. Atualmente, a escola trabalha com o Primeiro Segmento do Ensino e também na modalidade de Educação de Jovens e Adultos, em dois turnos.

Seu cadastro foi realizado

Mais informações serão enviadas para o e-mail que foi cadastrado 

Agradecemos por participar do Censo LGBTQIA+

As informações coletadas serão importantes para quantificar a demanda de atendimento por parte da Secretaria de Assistência Social para a população LGBTQIA+

Se você deseja fazer um agendamento para atendimento com a nossa coordenadoria LGBTQIA+ Clique Aqui