A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio das secretarias de Ambiente, Lagoa, Pesca e Saneamento e de Agricultura, Abastecimento Trabalho e Renda, realizou o plantio de cerca de 180 mudas de ipê na entrada e na praça do bairro São João. A atividade integra as ações do projeto Arvorecer, fruto de uma parceria entre o governo municipal, sociedade civil organizada e iniciativa privada. Os secretários de Ambiente, Lagoa, Pesca e Saneamento, Luciano Pinto; e de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Tenda, Dimas Tadeu, participaram das atividades no local. O lançamento oficial do projeto está previsto para o mês de maio em formato de mutirão, envolvendo estudantes da rede pública e privada, escoteiros e grupos voluntários.

O secretário de Ambiente, Lagoa, Pesca e Saneamento, Luciano Pinto, falou sobre a iniciativa no bairro mais populoso da cidade. “Um dos nossos grandes objetivos é proporcionar um maior sombreamento naquela área, oferecendo conforto e qualidade de vida para os moradores do bairro e adjacências. Esse será o início de um trabalho em prol do meio ambiente e esperamos contar com a participação e engajamento de toda a sociedade”, disse.

Na última quarta-feira (10), os integrantes do grupo de trabalho se reuniram mais uma vez para tratar sobre o planejamento das ações em formato de mutirão. O Arvorecer foi criado com o objetivo de ampliar o plantio de árvores nativas na cidade, em áreas públicas como entradas de bairros, margens e canteiros da Rodovia, parques e praças.

Entre os temas discutidos durante a reunião estiveram a criação de um Manual de Arborização, a escolha das espécies mais adequadas à cada área, além de possíveis parcerias com as comunidades, empresas e igrejas para o apadrinhamento do projeto. “A ideia é acompanhar o calendário das ações sociais já promovidas pelas igrejas para que possamos integrar os trabalhos do Arvorecer. Essa é uma construção coletiva; a intenção é que possamos deixar um legado para o futuro. O processo educativo é fundamental”, destacou o secretário de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda, Dimas Tadeu.



O encontro, que aconteceu na sede do Horto Escola Artesanal, contou com a participação do técnico agrícola, o biólogo e a veterinária da Sagat, Frederico Bandeira, Flávio Gomes e Ana Carolina Leitão; a fiscal de Meio Ambiente da Sealps, Daiana Cabral; a paisagista e proprietária do horto Jardim Park, Shirley Francisconi, o empresário Peter Dam e o gestor Imobiliário, Amilcen Garcia. 


]]>

Deixe um comentário

Fechar Acessibilidade