Na quarta-feira (11), integrantes do projeto Arvorecer se reuniram no Horto Escola Artesanal para tratar sobre o avanço nas ações de arborização em São Pedro da Aldeia. A próxima atividade de plantio está prevista para o dia 20 de setembro na faixa marginal do Rio Piripiri, próximo à construção do Museu do Sal, no Balneário. A mobilização vai contar com a participação de alunos de escolas da rede pública municipal e vai marcar, ainda, as comemorações pelo Dia Mundial da Árvore.

Foto: Divulgação SAGAT

Um dos profissionais a frente do projeto, o secretário de Agricultura, Trabalho e Pesca, Dimas Tadeu, esteve presente em mais um encontro. “Temos avançado com o projeto no município com o apoio da sociedade e de diversas instituições, entre elas as Associações de Moradores, escolas, OAB, FEMAMSPA, Prolagos e outros parceiros, além das secretarias de Meio Ambiente e Educação. A grande importância desse projeto, além do aspecto paisagístico, é o fomento à educação ambiental. A ideia é aumentarmos as áreas verdes e criarmos ambientes mais aprazíveis, deixando um legado para as próximas gerações”, destacou.

Foto: Divulgação SAGAT

Além do cronograma de ações, os participantes também abordaram assuntos, como a elaboração do Manual de Arborização de Calçadas, conduzido pela Secretaria de Meio Ambiente, Lagoa e Saneamento, em parceria com a Secretaria de Urbanismo e Habitação. O Manual, que deverá será transformado em lei, também será um dos temas do Seminário de Arborização, a ser realizado no mês de novembro em São Pedro da Aldeia. O evento vai oferecer diversas palestras gratuitas ligadas à temática ambiental.

Foto: Arquivo | Jefferson Viana

O projeto Arvorecer é fruto de uma parceria entre a Prefeitura de São Pedro da Aldeia, iniciativa privada e sociedade civil organizada. O grupo de trabalho já levou o plantio de mudas de árvores para diversos pontos da cidade, incluindo os bairros São João, Rua do Fogo, Centro. Atualmente, as ações do projeto contemplam trechos às margens da Rodovia RJ-106, como parte de uma medida de compensação ambiental aplicada pela Secretaria de Meio Ambiente.

Foto: Arquivo | Divulgação

As atividades privilegiam o plantio de espécies bem adaptadas a cada local e, de preferência, nativas. O plantio é feito em espaços comunitários, como praças, canteiros e vias públicas. Para o mês de outubro, o grupo de trabalho pretende chegar à Praia da Tereza, no bairro Balneário, promovendo um dia especial de plantio em parceria com a Associação de Moradores da localidade. “A gente já vem fazendo um trabalho específico e sistemático junto ao presidente da Associação de Moradores, levando alguns plantios e obras de jardinagens. O intuito é fortalecer essa parceria”, complementou Dimas.

Foto: Arquivo | Jefferson Viana

Também estiveram presentes na reunião do Horto Escola a profissional da Secretaria de Ambiente, Lagoa e Saneamento, Diana Diógenes da Silva; a presidente da Comissão de Meio Ambiente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) local, Mirian Barros; o presidente da Associação de Moradores do bairro Balneário São Pedro, Alberto Valente Habib,além do biólogo e da veterinária da Secretaria de Agricultura, Trabalho e Pesca, Flávio Gomes e Ana Leitão.

Foto: Arquivo | Renato Fulgoni

Comentários estão desabilitados

Fechar Acessibilidade
%d blogueiros gostam disto: