Saúde aldeense faz alerta a respeito dos cuidados com a leptospirose

Com aumento de chuvas, ações preventivas da população ajudam a conter a disseminação da doença

A Secretaria de Saúde de São Pedro da Aldeia faz alerta à população a respeito dos cuidados com a leptospirose. A doença infecciosa é causada pelo contato direto ou indireto à urina de animais, principalmente a de ratos. Com a maior incidência de chuvas nas últimas semanas e proximidade com o verão, é importante que os moradores evitem contato com água ou lama de enchentes e intensifiquem o acondicionamento adequado do lixo para controle de roedores. A prefeitura ressalta que não há casos registrados no município, no entanto, é necessária a participação dos cidadãos para conter a disseminação da patologia. 

Além dos cuidados básicos, a população pode contribuir, ainda, com o armazenamento apropriado de alimentos, desinfecção e vedação de caixas d´água, vedação de frestas e aberturas em portas e paredes. A água sanitária (hipoclorito de sódio a 2,5%) mata a bactéria causadora da doença e deve ser utilizada para desinfetar reservatórios de água.

“Para limpeza e desinfecção de locais e objetos que entraram em contato com água ou lama contaminada, a orientação é diluir 2 xícaras de chá (400ml) de água sanitária para um balde de 20 litros de água, deixando agir por 15 minutos”, orientou a diretora de Vigilância em Saúde, Tatiana Leal de Oliveira. 

Os principais sintomas da doença são febre, dor de cabeça e muscular, principalmente nas panturrilhas, falta de apetite, náuseas/vômitos, além de possíveis ocorrências de diarreia, dor nas articulações, vermelhidão ou hemorragia. De acordo com o Ministério da Saúde, em aproximadamente 15% dos casos evoluem para manifestações clínicas graves, que normalmente iniciam-se após a primeira semana de doença.

Em caso de sintomas, a recomendação é que o morador procure o Pronto-Socorro Municipal e relate o contato com exposição de risco. A automedicação não é indicada.

Agradecemos por participar do Censo LGBTQIA+

As informações coletadas serão importantes para quantificar a demanda de atendimento por parte da Secretaria de Assistência Social para a população LGBTQIA+

Se você deseja fazer um agendamento para atendimento com a nossa coordenadoria LGBTQIA+ Clique Aqui