Com as reuniões presenciais suspensas devido à pandemia do coronavírus, a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH) continua promovendo encontros virtuais, por meio de videoconferências, para manter o andamento do trabalho. Nesta quinta-feira (21/05), representantes da Secretaria e do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) participaram de uma reunião ordinária on-line. O encontro discutiu, entre outras questões, os desafios enfrentados diariamente durante esse cenário de pandemia.

Reprodução / SASDH

De acordo com a secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Olívia Sá, o aumento da demanda atendida levou a pasta a fazer instruções normativas e planos de contingência, de acordo com recomendações da Organização Mundial de Saúde. “Um novo público surgiu, são pessoas que foram privadas de seus empregos, perderam suas rendas e que atualmente necessitam da Assistência Social.  Tudo isso somando as nossas funções rotineiras. Cada nova situação diária faz com que a gente tome ações e atitudes para melhor atender nossos usuários, preservado todos os profissionais”, afirma.

Reprodução / SASDH

Todas as instruções normativas e planos de contingência da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos foram entregues aos Conselhos Municipais, nas datas de publicação.  Os documentos também estão à disposição da população no site da Prefeitura, no endereço pmspa.rj.gov.br, e no Portal da Transparência, em https://transparencia.pmspa.rj.gov.br/.

Reprodução / SASDH

A reunião por videoconferência contou com a participação do presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Paulo Roberto Pereira de Vasconcelos, e dos conselheiros Ângela Maria Ferreira de Barros, Mirella Sampaio, Rosângela de Souza Soares, Edilar Maria da Silva Santos, Carolina Barcellos, Jane Ferreira e Jaqueline Paula de Souza Fernandes.

Reprodução / SASDH

O CMAS realiza as reuniões ordinárias com o objetivo de discutir políticas públicas. O Conselho é o órgão que reúne representantes do governo e da sociedade civil para discutir, estabelecer normas e fiscalizar a prestação de serviços sociais públicos e privados no Município.

Fechar Acessibilidade