Câncer de Boca e Orofaringe são temas de palestra em São Pedro da Aldeia

A Secretaria de Saúde de São Pedro da Aldeia, por meio da Coordenação de Saúde Bucal, promoveu na quarta-feira (18) uma palestra sobre câncer de boca e orofaringe. O encontro contou com a presença de cirurgiões dentistas que atuam na assistência odontológica primária e secundária de municípios da Baixada Litorânea. A palestra foi ministrada pelo professor de Patologia Oral da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Mário José Romañach. O coordenador de Saúde Bucal aldeense, Marconi Freire, acompanhou toda programação.

Foto: Jefferson Viana

Durante a palestra foram abordados temas como diagnóstico precoce de câncer de boca, descobertas tardias, incidência da patologia, mutilação, tipos de câncer, fatores de risco, impacto social e familiar da doença, entre outros. O professor também expôs a estimativa de casos de câncer na cavidade oral no biênio 2018/2019.

O coordenador de Saúde Bucal aldeense, Marconi Freire, falou sobre a relação com o professor Mário José Romañach e a UFRJ.

“Eu conheci o professor Mário em um curso que fizemos no INCA sobre manejo odontológico em pacientes oncológicos, no ano passado. Logo, eles, da UFRJ, se prontificaram em fazer os laudos histopatológicos de São Pedro da Aldeia. Em três dias o resultados já estão conosco, isso tem feito grande diferença no nosso trabalho. Aqui no município estamos montando um protocolo odontológico para os pacientes oncológicos. Todo ano temos as palestras e capacitações, nosso objetivo é manter essa educação continuada”, disse Marconi.

Foto: Jefferson Viana

“Agradeço ao Marconi a oportunidade de falar para um grupo seleto de dentistas da Região dos Lagos. Essa palestra tem o único objetivo de contribuir para a melhora da saúde bucal da população de todo o Rio de Janeiro. Nos últimos anos nós vimos com uma política dentro da universidade de estar inserido ao máximo no Sistema Único de Saúde (SUS). Essa relação não acontece de forma oficial, mas a demanda que existe para a patologia oral é imensa. A secretária estadual de Saúde Bucal sempre disse que o Rio de Janeiro precisava de laboratórios, historicamente as universidades contribuem com isso, mesmo passando por momentos difíceis’, afirmou o professor Mário José Romañach.

Foto: Jefferson Viana
Fechar Acessibilidade