Casa do Artesão busca alternativa para divulgar trabalhos

Diante de um cenário atípico de pandemia, os expositores da Casa do Artesão encontram uma alternativa para manter o funcionamento do espaço enquanto as medidas de prevenção ao coronavírus continuam em vigor em São Pedro da Aldeia: o mercado digital. Com a proposta de buscarem soluções criativas e úteis para o dia a dia, os profissionais estão aprimorando técnicas artesanais e produzindo produtos funcionais, como as máscaras caseiras de proteção facial. Para incentivar os artesãos do espaço, a Secretaria Adjunta de Cultura disponibiliza uma página no Facebook para que eles possam divulgar seus trabalhos além das próprias páginas pessoais. 

Acesse em https://www.facebook.com/casadaculturapmspa.

Perfil da Casa do Artesão no Facebook (Usuário: /casadaculturapmspa)
Perfil da Casa do Artesão no Facebook (Usuário: /casadaculturapmspa)

Aos 69 anos de idade, a artesã Doris Elizabeth de Souza acredita ser importante aproveitar as possibilidades que a internet oferece para divulgar sua arte. “A Casa do Artesão é o único local de exposição para venda do meu trabalho, mas não podemos desistir, principalmente se é a nossa renda única. Artesanato é prazeroso, uma excelente terapia, mas vender nem sempre é fácil”, compartilha a moradora do Porto da Aldeia.

A Casa do Artesão está localizada no centro da cidade
Foto: Renato Fulgoni

A Casa do Artesão é o centro de referência do artesanato municipal e um ponto de apoio e incentivo aos artesãos da cidade. Durante o funcionamento, que foi interrompido para conter o avanço do coronavírus, é possível verificar técnicas artesanais aprimoradas e trabalhos em madeira, tecido, feltro, colares, bolsas, caixas e máscaras de tecido, além do reaproveitamento de materiais descartáveis.

Parte dos artesãos estão produzindo máscaras caseiras de proteção facial
Parte dos artesãos estão produzindo máscaras caseiras de proteção facial
Foto: Divulgação

Continuar produzindo suas artes em casa faz com que Rita Bittencourt, uma das artesãs do espaço e presidente da Associação dos Artesãos de São Pedro da Aldeia, encare a quarentena imposta pelas medidas de prevenção ao coronavírus com mais suavidade. Por outro lado, ela afirma que a venda dos artesanatos se tornou um grande desafio. “Se não fosse o artesanato, eu já estaria louca. Gostaria que a população olhasse com mais carinho para os nossos trabalhos, dando mais valor ao que fazemos. Minha cidade tem muitos artesãos bons, que precisam ser reconhecidos e valorizados”, desabafa.

Casa do Artesão busca alternativa para divulgar trabalhos.
A Casa do Artesão é o centro de referência do artesanato municipal
Foto: Renato Fulgoni

A secretária adjunta de Cultura, Edlúcia Marques, explica que as publicações são feitas por uma das artesãs que expõem seu trabalho na Casa do Artesão da cidade. “Nossas artesãs estão precisando muito do nosso apoio nesse momento. Acessem o Facebook da Casa do Artesão e vejam as coisas lindas que nossa gente faz com tanto amor e carinho”, convida.

A Casa do Artesão de São Pedro da Aldeia, que está localizada na Praça Hermógenes Freire da Costa, no Centro, conta com 20 boxes e abriga, em média, 50 artesãos locais.

Fechar Acessibilidade