Encontro com “Amigas da Mama” aborda benefícios da bonecaterapia e prevenção do câncer

Como parte da campanha Outubro Rosa, a Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria Adjunta de Cultura, em parceria com o grupo de apoio “Amigas da Mama” e Giampaoli Arte & Atelier, realizou, nesta quarta-feira (23), uma roda de conversa com um grupo de mulheres e voluntárias da causa. O encontro abordou os benefícios da bonecaterapia e outras práticas terapêuticas complementares no tratamento de pacientes com câncer de mama, depressão e outras doenças, além da importância da prevenção, do atendimento psicológico e da promoção do bem-estar de pacientes oncológicos.

Foto: Jefferson Viana

Estiveram presentes a secretária da pasta, Edlúcia Marques, e as diretoras municipais de Cultura, Isis Monteiro e Rosângela Guimarães. “A gente acredita que a Cultura tem que estar inserida na sociedade e a conscientização para a prevenção do câncer de mama é uma das atitudes que temos que tomar para auxiliar a população na sua formação como indivíduos. Essas palestras têm sido uma oportunidade para levar informação, acolhimento e a divulgação do trabalho das ‘Amigas da Mama’ e de uma série de ações que elas promovem, que muitas pessoas ainda não conhecem”, destacou Isis.

Foto: Jefferson Viana

A roda de conversa foi marcada pela apresentação do projeto de confecção de bonecas de pano do Giampaoli Arte & Atelier, que há nove anos ensina artesanato e promove o bem-estar de mulheres em processo de tratamento de câncer, quadros depressivos, transtornos de ansiedade e outras situações. O encontro contou com exibição de bonecas, demonstração do passo a passo para a confecção de uma peça e depoimentos de alunas.

Foto: Jefferson Viana

“O objetivo é mostrar para as pessoas que o artesanato é uma ferramenta terapêutica que resgata vidas, faz a diferença e transforma. Essa parceria com as ‘Amigas da Mama’ foi um casamento maravilhoso e é um imenso prazer trabalhar com todo esse universo. Fiz algumas bonecas mastectomizadas exclusivamente para essas ações para impactar no sentido de que o autoexame das mamas é necessário e que a gente precisa cuidar do nosso corpo”, destacou a artesã e proprietária do ateliê, Simone Giampaoli.

Foto: Jefferson Viana

“Quando eu conheci a Simone eu estava passando por um processo de depressão e descobri na boneca infinitas possibilidades para dar formas não só as peças, mas também a minha vida. Ao longo do tempo, aquilo foi me trazendo momentos tão bons e me devolveu a autoestima. Hoje faço bonecas por prazer e recomendo para todo mundo”, relatou a professora aposentada, Maria Lúcia Nogueira, aluna há cinco anos do Giampaoli Arte & Atelier.

Foto: Jefferson Viana

Na ocasião, a fisioterapeuta e voluntária do grupo “Amigas da Mama”, drª. Sanzia Dantas, falou sobre o seu trabalho como hipnoterapeuta e os principais benefícios da Hipnose Clínica como tratamento auxiliar. “Muito se fala em prevenção com exames médicos, alimentação e exercício físico, mas se esquecem da parte emocional. Existe o fator hereditário, mas já foi comprovado que o câncer surge das questões emocionais, porque a doença começa pela mente. As emoções negativas, como a raiva, o medo e a mágoa intoxicam, mudam a cadeia do DNA e se transformam em doença. Por isso, dentro desse trabalho preventivo, tem que existir o tratamento e a fortificação emocional e é exatamente nessa área que a hipnose atua. É uma técnica terapêutica complementar que muitas pessoas ainda não conhecem, mas que pode ajudar muito, porque vai buscar as respostas que estão dentro do indivíduo e que muitas vezes ele não consegue colocar para fora”, complementou a profissional, sócia proprietária de uma clínica de fisioterapia especializada e de Saúde Integrativa na cidade.

Foto: Jefferson Viana

A psicóloga Elziane Ribeiro foi outra profissional convidada para falar sobre sua atuação como voluntária do grupo. “Depois que me formei em Psicologia, recebi um convite das ‘Amigas da Mama’ para fazer um atendimento social semanal. É uma parceria que tem dado certo; estou ali como uma rede de apoio para mostrar ao paciente fragilizado que existe uma linha de cuidado. O câncer ainda é um tabu na sociedade e o trabalho da psicologia entra para promover uma mudança de visão, não com um viés negativo da doença, mas com um olhar para o paciente, que é mãe, que é pai, irmã, que trabalha, que é ativo na sociedade”, afirmou.

Foto: Jefferson Viana

O “Amigas da Mama” é um grupo de apoio às vítimas do câncer de mama de São Pedro da Aldeia que oferece atendimentos gratuitos em fisioterapia oncológica, psicologia e serviço jurídico, além de realizar doações de perucas, lenços, prótese de alpiste, almofadas pós-cirúrgicas, creme hidratante e touca hipotérmica. A entidade também recebe doação de cabelo humano para confecção de perucas. Os atendimentos na sede acontecem todas as terças, das 14h às 17h, na Rua João Martins, n° 22, Centro. Os telefones para contato são 22 9 8833-0575 e 9 9253-8282.

Foto: Jefferson Viana
Fechar Acessibilidade