Guarda Ambiental apreende redes de pesca em período de defeso da Lagoa

A Guarda Ambiental de São Pedro da Aldeia, em operação conjunta com as Guardas Ambientais de Iguaba Grande e Araruama, realizou uma operação na Lagoa de Araruama, com o objetivo de verificar o cumprimento do Defeso – período em que a pesca é proibida. Durante a ação foram apreendidas cerca de 20 redes de pesca irregulares, com tamanho acima do permitido por lei, o que caracteriza pesca predatória, com o agravante da ação ser praticada em período proibido. As redes com tamanho regular foram encaminhadas para a Delegacia de Iguaba Grande e armazenadas no pátio da Secretaria de Obras daquela cidade.

De acordo com o comandante da Guarda Ambiental aldeense, Roselito Pereira, foram apreendidas troias, redes de arrasto, redes de correnteza e ganchos de camarão, em diversos pontos da lagoa.

“Foi a operação mais bem sucedida deste período de Defeso, quando conseguimos retirar da lagoa traias e redes criminosas, pesca predatória mesmo. Uma parte desse material foi destruída ali mesmo, no local da operação, e outra parte, encaminhada para a delegacia. Os pescadores foram liberados e o camarão, maior parte da apreensão, o que estava vivo foi devolvido à lagoa e o restante distribuído à populares que companhavam a operação, para evitar deterioração”, disse.

O Defeso da Lagoa de Araruama, previsto em lei federal, inciou-se em 1º de agosto e vai até do dia 31 de outubro. O objetivo é repovoar a lagoa, protegendo a reprodução das espécies.

Comentários
Fechar Acessibilidade