Parceria entre Educação e Conselho Tutelar permitirá maior assistência a crianças e adolescentes

A Secretaria de Educação e o Conselho Tutelar estão firmando parceria para ampliar e melhorar o atendimento às crianças que se encontram em maior vulnerabilidade no período de pandemia. A novidade foi definida na última quarta-feira (24/06), em reunião entre o secretário de Educação, Alessandro Teixeira Knauft, e a conselheira tutelar Elisabete Figueiredo.

A parceria permitirá que o Conselho Tutelar tenha uma visão de como as crianças estão sendo assistidas em casa durante a quarentena, já que os kits impressos serão devolvidos às escolas após os alunos realizarem as atividades, trazendo um feedback se a criança está ou não sendo estimulada à educação, fato que despertou a preocupação da conselheira, pois nem todos os pais conseguem aplicar e desenvolver o estudo com os filhos.

Para a conselheira tutelar, Elisabete Figueiredo, a parceria com a Educação é uma porta de entrada para a orientação de pais e escolas que procuram ajuda nesse período de pandemia. E, apesar do momento ser atípico, ela ressalta a necessidade de garantir direito das crianças e adolescentes do município de São Pedro da Aldeia. “Sabemos que essa é uma situação que se vive no mundo inteiro, mas nós, enquanto guardiões, temos que buscar com que esses direitos tenham prioridade absoluta em todas as ações do governo. A parceria com a Educação é a busca de dias melhores para nossas crianças e adolescentes, mesmo que em meio a temor e incertezas” pontuou.

Retorno das aulas

Durante o encontro, também foram discutidas pautas como retorno às aulas, plano de ação da Educação para a pandemia e assistência aos pais e responsáveis na aplicação das atividades durante a quarentena.

O retorno das aulas ainda é uma incógnita e, segundo o secretário de Educação, a secretaria tem seguido orientações de um conjunto de diretrizes do Conselho Nacional de Educação (CNE), homologado no dia 29 de maio pelo Ministério da Educação (MEC).

O secretário de Educação explicou o trabalho que vem sendo realizado nas escolas do município e que os diretores vêm se adaptando à realidade das comunidades nas quais estão atuando. Muitos pais recebem auxílio via Whatsapp, vídeos explicativos nos perfis oficiais das escolas e até por meio de ligação.

A plataforma digital de ensino também foi um dos pontos de destaque na conversa. Foi mostrado o número de acessos e, enviado posteriormente a Elisabete, um relatório sobre a realidade tecnológica dos alunos do município.

No final, Alessandro contou que será montado um comitê para tomar frente de ações na Educação durante o período da pandemia e que contava com a ajuda do Conselho Tutelar na missão. O secretário também se ofereceu para fazer visitas junto com os conselheiros.

Fechar Acessibilidade