Passeio com alunos no Horto Escola resgata tradições rurais de São Pedro da Aldeia

O contato com a terra, o entendimento do ciclo das plantas e o reconhecimento das espécies vegetais. Esses foram os assuntos tratados de forma lúdica com os alunos da Escola Municipalizada Elízio da Costa Moreira, que participaram do projeto “Educando com o Horto”, nesta segunda-feira (09), no Horto Escola Municipal. O projeto que tem como objetivo resgatar as memórias afetivas vividas no campo, promover a aproximação dos jovens com a natureza e aprofundar o conhecimento sobre as tradições da zona rural de São Pedro da Aldeia.

O secretário de Agricultura, Trabalho e Pesca, Dimas Tadeu, falou sobre a importância desse tipo de projeto, que vai além da sala de aula. “A gente gosta dessa participação das crianças, porque fora do ambiente escolar elas podem ter contato com os aspectos da natureza em uma forma de ensino onde eles vêem a coisa acontecer. Aqui, a gente vai mostrando como é a reprodução de uma planta, como é feita uma muda, como ela é cuidada nos seus diversos estágios e também as relações que existem na natureza. É uma forma de mostrar que em São Pedro da Aldeia existe um espaço onde a gente se preocupa com a questão da natureza”, comentou.

Divulgação/Semed


A Escola Municipalizada Elízio da Costa Moreira é a única unidade escolar do polo rural em que as crianças receberam a aula do projeto diretamente no Horto. As demais escolas terão uma qualificação para professores, que será repassada aos alunos. A ideia é que as instituições criem suas próprias hortas e jardins, além de estimular junto aos estudantes o senso de cuidado com a natureza

Ao final do passeio, o coordenador de Educação no Campo e fundador do projeto, Ubirajara Ramos, distribuiu mudas de diversas espécies para os alunos replantarem em suas casas. A diretora da escola, Roberta Lopes dos Santos, comentou sobre a experiência do projeto. “O contato físico dos alunos com a terra e a interação durante o passeio foram muito importantes; foi uma forma de eles valorizarem aquilo que já têm. O que acontece muito é a migração das pessoas da zona rural para a zona urbana e durante essa atividade foi reforçado que eles podem viver bem e prosperar no campo. As nossas crianças precisam ser estimuladas a gostar dessa essência, porque isso também é questão de autoestima”, pontuou.

Divulgação/Semed

O Horto Escola de São Pedro da Aldeia é o mais importante da região em termos de produção de mudas de Mata Atlântica. A unidade conta com árvores frutíferas, exóticas, nativas e até ameaçadas de extinção, como a grumixama e guaquica.  

Fechar Acessibilidade