Retomada do turismo deverá ser aquecida com viagens de curta distância

A retomada do Turismo, um dos setores da economia mais atingidos na Região dos Lagos pela crise gerada pela pandemia do coronavírus, foi o tema de uma videoconferência entre secretários de Turismo da Baixada Litorânea e o Governo do Estado. Dentre os principais assuntos discutidos, destaca-se o incentivo ao turismo regional, dentro das cidades do Rio de Janeiro. Dentro de um cenário pós-crise, com a circulação de pouco dinheiro, os secretários acreditam que o turismo será aquecido, primeiramente, com viagens de curtas distâncias e menor custo.

Renato Fulgoni

O secretário adjunto de Turismo, Luiz Carlos Rocha e o presidente do Conselho Municipal de Turismo, Paulo Jorge, participaram dos debates virtuais com autoridades do setor, entre elas o secretário de Estado, Otávio Leite, e o presidente do Condetur, Mauro Navega. O encontro virtual discutiu políticas para a retomada das atividades, que embora ainda não tenha uma data correta, está prevista somente para o segundo semestre de 2020.

Com a pandemia, que paralisou pousadas, hotéis, aeroportos e rodoviárias, o setor foi um dos mais atingidos. Segundo cálculos da Secretaria de Estado de Turismo, houve uma queda de mais de 90% nas atividades, hoje sustentada basicamente por veranistas que decidiram passar o período de isolamento em suas casas de uso ocasional.

Segundo o secretário aldeense, Luiz Carlos Rocha, participaram da videoconferência 13 secretários de Turismo da Baixada Litorânea, representantes de Associações Comerciais, Conventions Bureaus, entre outros.

“Discutimos pontos importantes como a reelaboração do calendário de eventos, coisa que imaginamos que só será possível a partir de outubro; a criação de um Portal RJ de Turismo, pelo Governo do Estado, com material de todas as cidades e a melhoria das estradas. Demos destaque também para o incentivo à pesca artesanal” explicou.

O presidente do Conselho Municipal de Turismo, Paulo Jorge, que participou das duas reuniões como ouvinte, destacou a importância da discussão conjunta para que se achem saídas para a maior crise já vivida pelo setor.

“Foi importante participar dessas discussões para que pudéssemos dimensionar o tamanho da crise em que nos encontramos e quais as saídas possíveis” disse.

Em nova reunião virtual, em data ainda a ser definida, o secretário de Estado de Turismo, Otávio Leite, irá discutir detalhes de alguns projetos a serem implementados, como a promoção de um Salão de Turismo, em alguma cidade da Região dos Lagos.

Fechar Acessibilidade