Secretaria de Educação realiza culminância do projeto “De curtas nas escolas”

Categorias

Secretaria de Educação realiza culminância do projeto “De curtas nas escolas”

A Secretaria de Educação e o Núcleo de Tecnologia Municipal (NTM) de São Pedro da Aldeia promoveram, na última quinta-feira (24), no Centro de Formação Continuada (CEFOR), a culminância do projeto “De curtas nas escolas”. Na ocasião, foram exibidos os trabalhos de produção audiovisual feito pelos alunos da rede municipal de ensino. Cerca de 80 estudantes participaram do evento, coordenado pela assessora pedagógica do Núcleo, Nilcilene Silva, e pelo tutor de audiovisual, Mário Márcio. Os professores dinamizadores das turmas e diretores escolares também participaram do momento.

Foto: Lílian Souza

“Culminamos o nosso ‘De curtas nas escolas’ com muita alegria. Ver os alunos felizes com o produto final do projeto, que foi a produção dos filmes, é gratificante. E poder ouvir o relato de alguns deles ressaltando a importância de se trabalhar o audiovisual e a utilização dos recursos tecnológicos é de uma enorme satisfação. Torço para que muitas produções continuem sendo criadas nas unidades escolares para que possamos ter o prazer de ver mais trabalhos brilhantes como esses”, disse Nilcilene Silva.

Foto: Lílian Souza

O roteiro dos curtas foi explicado pelos alunos representantes de cada grupo. Na oportunidade, as alunas da Escola Municipal Profª Mirian Alves de Macedo Guimarães, Isabelle Fernandes e Ana Carolina Cardoso, apresentaram a canção “Eu navegarei”, na voz e violão. Ao final do evento, os estudantes receberam certificados e brindes pela participação.

Foto: Lílian Souza

O “De curta nas escolas” teve como foco o Projeto Político Pedagógico (PPP) trabalhado em cada unidade escolar. Os alunos, do Ensino Fundamental I e II, trabalharam na construção do conteúdo, realizando pesquisa de campo, capturando imagens, preparando o cenário, fazendo roteiro e o processo de edição dos vídeos. Cada escola participante da iniciativa teve um professor dinamizador tecnológico, que, junto ao educador da turma, atuou como mediador na elaboração dos audiovisuais.

A aluna da Escola M. Profª Dulcinda Jotta Mendes, Cassiane da Silva, falou sobre a ação. “Os alunos estavam muito desanimados, mas, com o surgindo desse projeto, muitos se empenharam novamente e começaram a se sentirem importantes na escola. Temos pouco acesso à tecnologia, por isso o desenvolvimento do trabalho foi muito importante”, comentou.

Foto: Lílian Souza

As unidades escolares participantes, e suas respectivas professoras dinamizadoras tecnológicas, foram: E. M. Profª Dulcinda Jotta Mendes, no bairro São João, com a professora dinamizadora Regina Furtado; E. Mz. José Guimarães, no Porto da Aldeia, com Annik Antunes; E. M. Profª Mirian Alves de Macedo Guimarães, no bairro Fluminense, com Joelma Campos; e E. Mz. Pequiá, na Rua do Fogo, com Maria Stela Macêdo.

Foto: Lílian Souza

Para a professora dinamizadora Regina Furtado, a realização do projeto representou uma experiência muito boa. “A importância dessa iniciativa foi levar a tecnologia para sala de aula como aliada. Descobrimos vários talentos com o projeto e tivemos que fazer uma nova etapa dentro da escola, que foi o Show de Talentos. A escola pública tem que ser valorizada, não tem alunos só para ler e escrever, mas sim vários nomes com talentos diversos. Sempre luto pela qualidade da escola pública”, destacou.

Foto: Lílian Souza
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Fechar Acessibilidade