Vigilância Sanitária orienta comércio aldeense sobre prevenção ao coronavírus

Categorias

Vigilância Sanitária orienta comércio aldeense sobre prevenção ao coronavírus

A ação educativa tem apoio de empresários e distribuição de cartazes e folhetos

A preocupação com a retomada responsável das atividades comerciais tem unido Poder Público e as entidades representativas do comércio de São Pedro da Aldeia. Nesta semana, fiscais da Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde, em conjunto com representantes da Associação Comercial e Câmara de Dirigentes Lojistas (Aciaspa/CDL), intensificaram ações educativas e visitaram estabelecimentos comerciais da área central da cidade. A comitiva está orientando comerciantes e consumidores sobre a prática das principais medidas de prevenção contra a coronavírus, que além de obrigatórias conforme decreto municipal em vigor, são essenciais para se evitar a propagação do vírus, salvar vidas e manter as atividades comerciais em funcionamento.

Durante a operação educativa os fiscais da Vigilância orientaram funcionários sobre a aplicação das medidas obrigatórias
Foto: Jefferson Viana

Segundo o presidente da Aciaspa/CDL, José Lima, que também participou da operação, a parceria com o Poder Público é importante para que seja alcançado um ponto de equilíbrio entre saúde e economia. “Precisamos defender os nossos negócios, mas, sobretudo, a saúde pública. A proposta é estender essa ação também nos bairros”, contou.

Ação conjunta

Para conscientizar a população, a ação contou com o apoio do carro de som, que reforça a importância e obrigatoriedade do uso de máscara, reforço da higienização das mãos e o respeito ao distanciamento seguro. Para essa fase da campanha, foram impressos dois mil cartazes e dez mil panfletos, reforçando essas orientações principais.

Foto: Jefferson Viana

“Estamos ressaltando a importância de os comerciantes treinarem seus funcionários para que eles também sejam multiplicadores. É muito importante que todos ajam de forma a se prevenir e a minimizar os riscos de transmissão do coronavírus”, destacou a fiscal da Vigilância, Carla Soares.

Pedestres e consumidores também receberam panfletos e orientações
Foto: Jefferson Viana

De acordo com os decretos municipais em vigor, os comércios autorizados a funcionar devem manter um elevado padrão de higiene e limpeza, incluindo a obrigatoriedade do uso de máscaras para todos dentro do estabelecimento e álcool em gel 70% na entrada, além de evitar aglomeração. A limitação de distância mínima de dois metros entre as pessoas no também deve ser cumprida e cada estabelecimento pode impor regras restritivas de aproximação e proteção de clientes e funcionários, como, por exemplo, a instalação de faixas e fitas de demarcação no piso.

Conscientização

Consultor de vendas de uma loja de colchões do Centro, Marcos de Oliveira elogiou a iniciativa e diz que o combate à pandemia depende da conscientização de toda a sociedade. “Não podemos afrouxar enquanto esse estado grave de pandemia não for solucionado. O uso da máscara tem que ser contínuo, porque além de estarmos salvando a nossa vida, estamos salvando a vida de outras pessoas. Se cada um fizer a sua parte, vamos retornar bem e mais cedo estaremos livres desse vírus”, disse.

Foto: Jefferson Viana

Proprietário de um salão de beleza, o cabeleireiro Darlon Almeida conta que vem seguindo às recomendações impostas. “Essa ação é muito importante para fortalecer a classe empresarial e manter os empregos. Nós já temos seguido todos os procedimentos de prevenção, mas agora, com apoio dos cartazes e folhetos, a comunicação fica ainda melhor”, disse o empresário.

Foto: Jefferson Viana

Moradora de São Pedro da Aldeia, Madelon Fonseca estava na farmácia no momento da abordagem da comitiva. “Achei essa ação maravilhosa e torço para que a Prefeitura consiga, cada vez mais, sensibilizar as pessoas e que os comércios também contribuam, não permitindo que os clientes entrem sem máscara. Eu faço a minha parte e não é porque alguns setores do comércio foram autorizados que a gente tem que estar na rua o tempo todo. Sair tem que ser por necessidade, não por passeio. Precisamos cuidar da nossa saúde e das pessoas que a gente ama”, declarou.

Foto: Jefferson Viana
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Fechar Acessibilidade