Alunas da Escola de Artes são premiadas em Festival de Danças Orientais e Folclores Árabes do Rio de Janeiro

O último fim de semana foi especial para as alunas de dança do ventre da Escola de Artes de São Pedro da Aldeia. As representantes aldeenses foram premiadas com cinco troféus no concurso de dança do “SUAD Festival 2019”, um dos maiores eventos de danças orientais e folclores árabes do Rio de Janeiro. O festival foi realizado no Centro de Convenções do Hotel Atlântico, em Búzios, e reuniu diversos grupos, músicos e mestres de dança nacionais e internacionais.

“Para nós, é um orgulho e uma felicidade imensa ver que as nossas dançarinas do ventre têm se destacado na região. São meninas, mães, senhoras e até mulheres grávidas que se dedicam o tempo todo, a cada ensaio, em cada detalhe, a cada troca de figurino. Isso é o reconhecimento por todo esse trabalho e elas merecem ser valorizadas pelo talento, empenho e por levarem o nome de São Pedro da Aldeia para fora. Elas são vitoriosas e estão mostrando que o nosso município tem arte, tem cultura e tem muitos talentos que precisam ser conhecidos e homenageados”, destacou a secretária adjunta de Cultura, Edlúcia Marques.

Ao todo, 10 alunas da turma de nível intermediário da Escola de Artes Municipal participaram da competição, concorrendo contra outros 35 grupos de dança do Estado. Cinco das oito coreografias apresentadas pelas dançarinas de São Pedro da Aldeia conquistaram os prêmios de 2º e 3º lugar nas modalidades de Dança do Ventre Tradicional, Dança do Ventre Moderna e Dança do Ventre Fusão. Foram avaliados os quesitos expressão, técnica, postura, ritmo, musicalidade, utilização de espaço, desenhos coreográficos e figurino adequado à categoria escolhida.

A coreógrafa e instrutora de Dança do Ventre da Escola de Artes, Ana Thereza Rebello, comemorou os títulos. “Fiquei maravilhada com as premiações das alunas e por ver tanta dedicação e empenho nas apresentações. Foi um evento de grande porte em Búzios porque vieram profissionais renomados das danças orientais, tanto nacionais como internacionais. São Pedro da Aldeia já entrou no roll das melhores bailarinas e só tende a evoluir mais e mais. São exemplos para as iniciantes e para quem quer praticar essa arte tão maravilhosa da Dança do Ventre”, destacou a professora, que atualmente atende quatro turmas na faixa etária entre 12 e 60 anos de idade.

Comentários estão desabilitados

Fechar Acessibilidade
%d blogueiros gostam disto: