Aluno da Escola Municipal Rubem Arruda alcança terceiro lugar em concurso nacional sobre erradicação do trabalho infantil

Estudante concorreu com mais de 10 mil inscritos

Entre mais de 10 mil inscritos, o aluno Dharlan Guilherme dos Santos conquistou o terceiro lugar, da categoria música, no concurso “Projeto Resgate à Infância”, promovido pelo Ministério Público do Trabalho. Após concorrer nas etapas regional e estadual, o estudante da Escola Municipal Rubem Arruda, ganhou destaque na competição pela composição da música “A história de João”. Nesta terça-feira (7), foi realizada a solenidade virtual para a premiação dos competidores que desempenharam as melhores representações artísticas em território nacional.

Desenvolvida na rede municipal, por meio da coordenação de Educação Preventiva, a iniciativa é uma das ações para celebrar o “Ano Internacional para a Eliminação do Trabalho Infantil”. O MPT tem reforçado a importância do combate a esse tipo de exploração. No Brasil, segundo o IBGE, cerca de 1,8 milhão de crianças e adolescentes com idades entre 5 e 17 anos estão em situação de trabalho infantil, e, desse total, 706 mil estão em ocupações consideradas como piores formas de trabalho.

Durante a transmissão da premiação, foram citados os vencedores das demais categorias que incluíam conto, poesia e desenho. Acompanhando a solenidade, a Procuradora do Ministério Público, Cirlene Zimmermann, parabenizou Dharlan pela colocação significativa no concurso. “Parabéns e gratidão pelo engajamento de São Pedro da Aldeia. Dharlan foi um sucesso! Ficamos muito orgulhosos de tê-lo na final nacional. Ano que vem ele será nossa criança inspiração para agregarmos ainda mais municípios, escolas, professores, professoras, alunos e alunos no projeto”, comemorou.

Com o processo de criação baseado no que aprendeu em aulas, Dharlan, que usou as leis sobre proibição do trabalho infantil para a construção da canção, externou a felicidade em conquistar um dos lugares de destaque da competição. “Estou feliz pela oportunidade de ter participado do concurso e ter conquistado um dos lugares finais com tantos alunos. Fiz a letra sobre as leis que proíbem o trabalho infantil e decidi começar a fazer rimas no meu caderno. Juntei todas as frases e completei com a melodia que fiz no meu teclado. Estou feliz em receber esse prêmio hoje”, disse Dharlan.

Responsável pela orientação do aluno, a professora Miriam Gomes, falou sobre a realização do momento. “Estou orgulhosa pela classificação do Dharlan por todo esse processo que ele percorreu e pelo resultado final. Isso acaba amarrando todo trabalho que é realizado dentro das escolas e de conhecimento, que prepara o aluno para a sociedade. Fico extremamente feliz e aguardando novos projetos para solidificar todo o caminho de aprendizagem”, pontuou.

Como prêmio final, o aluno recebeu um notebook, e a professora responsável pela orientação foi presenteada com um kindle, dispositivo desenvolvido para a leitura de livros digitais.

Agradecemos por participar do Censo LGBTQIA+

As informações coletadas serão importantes para quantificar a demanda de atendimento por parte da Secretaria de Assistência Social para a população LGBTQIA+

Se você deseja fazer um agendamento para atendimento com a nossa coordenadoria LGBTQIA+ Clique Aqui