Alunos participam de oficina de bonecas Abayomi em alusão ao mês da Consciência Negra

Os alunos do 7º ano da Escola Mz. Lucinda Franciscone de Medeiros, no bairro Porto do Carro, em São Pedro da Aldeia, participaram de atividades em alusão ao Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro. Os estudantes fizeram maquetes dos Navios Negreiros e bonecas Abayomi, com o auxílio da professora de História, Marília Salgado.

Foto: Divulgação | SEMED

A oficina abordou a história de sofrimento e resistência dos escravizados durante a viagem pelo Atlântico, para serem vendidos como mercadorias na América. Os alunos aprenderam, ainda, sobre a origem das bonecas Abayomi, símbolo de resistência que significa ‘presente precioso’, em Iorubá. Sem costura alguma, apenas nós ou tranças, as bonecas não possuem demarcação de olho, nariz nem boca, para favorecer o reconhecimento das múltiplas etnias africanas. No navio, para acalentar os seus filhos, as mães rasgavam suas roupas, em um ato de amor, e com as tiras faziam as bonecas.

Foto: Divulgação | SEMED

O objetivo da ação foi compreender a história dos negros, além de perceber que, em meio à dor e sofrimento das viagens, eles encontraram formas de resistência. “Ninguém nasceu escravo, mas se tornou um. Os africanos foram tirados de sua terra natal para serem escravizados. E a atividade realizada teve o intuito de fazer com que os estudantes compreendessem isso”, destacou a professora Marília Salgado.  

Seu cadastro foi realizado

Mais informações serão enviadas para o e-mail que foi cadastrado 

Agradecemos por participar do Censo LGBTQIA+

As informações coletadas serão importantes para quantificar a demanda de atendimento por parte da Secretaria de Assistência Social para a população LGBTQIA+

Se você deseja fazer um agendamento para atendimento com a nossa coordenadoria LGBTQIA+ Clique Aqui