Curso de artesanato da Páscoa é encerrado em clima de confraternização no Horto Escola


                A terça-feira (16) foi de muita confraternização entre as turmas do curso de artesanato da Páscoa, no Horto Escola Artesanal, em São Pedro da Aldeia. O encerramento das aulas foi marcado pela exposição de mais de 100 peças, entre enfeites, lembrancinhas e artigos diversos, produzidas pelas alunas, além de amigo oculto, café da manhã e entrega dos certificados de conclusão. Cerca de 10 alunas compareceram ao evento, que contou, ainda, com a participação do secretário de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda, Dimas Tadeu, da diretora municipal de Qualificação Profissional, Vanusa de Arruda, do diretor da Defesa Civil, Marcus Dothávio, e da instrutora do curso, Kátia Carvalho.



                O secretário de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda, Dimas Tadeu, acompanhou toda a programação de encerramento. “A oferta de oficinas temáticas é uma iniciativa que nós temos desenvolvido há cerca de dois anos e a gente fica feliz em poder acompanhar a evolução das alunas e o nascimento de novas artesãs. Além de dar a possibilidade de as pessoas poderem trabalhar na composição da receita familiar, os cursos de artesanato são capazes de elevar a autoestima e de fazer com que as artesãs se reconheçam em cada peça, com seu estilo e identidade próprios. Gostaria de destacar também a leveza com que a nossa instrutora Kátia conduziu o curso, que foi o diferencial para cativar e incentivar o talento dessas alunas”, disse.



Com duração de cerca de um mês, as aulas foram realizadas uma vez por semana, com turmas nos turnos da manhã e tarde. Utilizando metodologia dinâmica e participativa, o conteúdo programático enfocou o aprendizado das técnicas básicas de fuxico e costura, passando por corte, colagem, modelagem e enchimento. Além do suporte presencial e da prática em sala de aula, as alunas também receberam tarefas de casa e orientações para o cálculo do preço de venda dos produtos.



De acordo com a instrutora e artesã, Kátia Carvalho, toda a produção foi elaborada a partir de materiais recicláveis de baixo custo, como garrafas pet, embalagens de leite, tampinhas e retalhos de tecido, além de potes de vidro, de alumínio e plástico. “Nosso objetivo foi ampliar a visão do artesanato e mostrar que tudo pode ser transformado e reaproveitado na criação de peças belíssimas, que podem ser usadas tanto para a decoração do lar, em festas ou até mesmo para a venda”, destacou a artesã.



                Mais de 100 peças artesanais foram expostas e colocadas à venda no Horto Escola Artesanal, marcando o encerramento das atividades. Entre os trabalhos produzidos pelas alunas estiveram pesos de porta, porta doces, sacolinhas, cestas e enfeites de mesa diversos.



A dona de casa Márcia Codeixa é aluna assídua dos cursos promovidos na unidade. “Esse já é o terceiro curso que participo no Horto Escola e estou muito satisfeita. Quando eu entrei, não sabia nem segurar uma agulha e fui aprendendo cada dia mais. O curso de Páscoa foi maravilhoso, me incentivou muito a produzir e só hoje já tenho cinco peças vendidas”, comemorou a moradora do bairro Rua do Fogo.



Vale lembrar que já estão abertas as inscrições para novas oficinas temáticas de artesanato, empreendedorismo e noções básicas em primeiros socorros, dentro da “Semana da Diversidade em Ação”. As aulas e palestras acontecerão entre os dias 27 e 31 de maio. Para se inscrever, basta comparecer ao Centro de Atendimento ao Trabalhador (CAT), no Horto Escola Artesanal, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h30, e apresentar os documentos de identidade e CPF. São oferecidas até 15 vagas por oficina, com faixa etária a partir de 16 anos de idade.


]]>

Deixe um comentário

Fechar Acessibilidade