Categorias

Medalhista olímpica apresenta projeto que une o esporte à luta contra as drogas em São Pedro da Aldeia

Fernanda Venturini esteve com o corpo técnico da Prefeitura dialogando sobre o tema

A gestão municipal de São Pedro da Aldeia recebeu a medalhista olímpica, campeã mundial de vôlei e embaixadora do projeto “Juntos, Dizemos Não ao Crack e Outras Drogas”, Fernanda Venturini. Com o intuito de promover a prevenção ao uso de drogas usando o esporte como principal canal de conversa com os alunos da rede municipal de ensino, a iniciativa foi apresentada ao corpo técnico da Prefeitura nesta sexta-feira (19).

O prefeito, Fábio do Pastel, conversou com a equipe do projeto, composta também por Eveline Abdalla e o co-autor Vangi Souza. “Falo muito sobre a capacidade técnica e estou muito feliz com o envolvimento da nossa gestão nas questões sensíveis do município. Acredito que temos que colocar o coração em tudo o que fazemos. Hoje mesmo, estive em reunião com a Secretaria de Educação e conversamos sobre como é importante nos sensibilizarmos com todo o cenário que envolve as nossas crianças e os nossos jovens. Para isso, entendo que precisamos trabalhar em conjunto. O poder público precisa estar envolvido com a população para poder oferecer mais qualidade de vida”, relatou o prefeito.

Embaixadora do projeto, a atleta Fernanda Venturini falou sobre o orgulho que sente da iniciativa e destacou como é importante aliar um tema tão pesado como prevenção às drogas ao esporte, que viabiliza a vivência em sociedade, e ajuda a criança e o jovem a lidar com perdas e ganhos. “Me encantei com o projeto criado pelo Daniel Azulay e pelo Vangi Souza. Acho que tudo começa pela prevenção, temos que acreditar nas crianças, e chegar a elas desde cedo e o esporte é o aliado ideal. Quando a gente chega num município e encontra uma pessoa que entra na política para ajudar a população, é sempre uma realidade reconfortante. A cidade é linda, espero voltar mais vezes”, afirmou Fernanda.

O secretário adjunto de Esportes e Lazer, Ricardo Ramos Gaspar, falou sobre a importância de oferecer um caminho de escolha aos jovens, além de integrar a família nesta prevenção. “Estamos falando aqui de inclusão social por meio do esporte, de dar opção de escolha aos jovens. Queremos trazer também a família junto à criança, uma inclusão completa para que a prevenção ao uso de entorpecentes seja efetiva”, apontou.

Parte importante do processo, a secretária de Saúde, Maria Márcia Fontes, ressalta que o tema é uma questão também de Saúde Pública. “O abuso de drogas é um caso de Saúde Pública, por isso, é muito interessante para nós fazer parte de ações efetivas de prevenção”.

A secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Diana Alves, participou da reunião e, em sua colocação, ressaltou os efeitos positivos que a prevenção ao uso de drogas garante na juventude. “Quando se realiza um trabalho preventivo desde a infância, dentro da escola, especialmente ligado a uma atividade prazerosa como o esporte, o impacto alivia o meu trabalho com esses futuros jovens”.

Representando a gestão em Saúde Mental no município, Rosemary Calazans relacionou a evasão escolar ao início do uso de drogas pelos jovens. “É justamente nesse período de evasão que acontece na adolescência, que o jovem começa a ter contato com as drogas. Se nós conseguirmos chegar antes disso nos alunos, dentro das escolas, estaremos diminuindo também o índice de violência, que está diretamente ligado à questão”.

O projeto “Juntos, Dizemos Não ao Crack e Outras Drogas” é elaborado em parceria com a editora Zit e oferece, além das cartilhas e materiais pedagógicos, capacitação aos profissionais de ensino.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Fechar Acessibilidade