Prefeitos da Região dos Lagos buscam ajuda do Estado para a despoluição da Lagoa de Araruama


Os prefeitos de São Pedro da Aldeia, Cláudio Chumbinho; de Arraial do Cabo, Renatinho Vianna; e de Iguaba Grande, Grasiella Magalhães, se reuniram nesta quinta-feira (21) para discutir melhorias para a maior laguna de água salgada do mundo, a Lagoa de Araruama. O local escolhido foi o Canal, na antiga ponte elevatória da Álcalis, empresa que fechou as portas em 2006. O Canal é visto hoje, por técnicos e ambientalistas, como um dos pontos de partida que podem ajudar na despoluição da Lagoa. O presidente do Comitê de Bacia Lagos São João, Leandro Coutinho, que é vice-prefeito de Iguaba Grande, também participou do encontro.



O objetivo do grupo é reivindicar ajuda ao Governo do Estado para a abertura do Canal e, por consequência, uma maior oxigenação da lagoa.



O prefeito Cláudio Chumbinho relembrou a fiscalização feita no local anteriormente. “Há dois anos estivemos aqui neste local e fizemos uma fiscalização e o Estado se comprometeu em olhar a situação desse Canal porque precisamos de licenças para abrir”, disse.



O prefeito de Arraial do Cabo, Renatinho Vianna, também destacou. “Chegou em um ponto que não dá mais para esperar porque os municípios por si só não conseguem resolver esse problema.  Com a intervenção do Governo do Estado e a abertura do Canal, a Lagoa seria oxigenada”, afirmou.



“A situação da Lagoa tem implicações seríssimas na saúde dos moradores e turistas, sem contar o crime ambiental, por isso a gente faz esse apelo ao Governo do Estado”, complementou Grasiela.



Os prefeitos vão agendar, agora, uma reunião junto à representantes do Governo do Estado para apresentar as reivindicações. “A Lagoa de Araruama é um patrimônio natural. Nós, enquanto agentes políticos, estamos cumprindo nosso papel na luta pela preservação ambiental e na busca por um mundo ecologicamente mais justo”, destacou Cláudio Chumbinho.


]]>

Deixe um comentário

Fechar Acessibilidade