A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda, está promovendo o curso “Negócio Certo Rural”. A capacitação é fruto de uma parceria entre o Poder Público municipal, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e Sindicato Rural de Araruama. Cerca de 20 produtores rurais estão participando do curso. O secretário de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda, Dimas Tadeu, acompanhou a aula ministrada nesta terça-feira (23), na sede do Assentamento Ademar Moreira, em São Mateus. 

Anfitrião do curso, o secretário de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda, Dimas Tadeu, destacou a importância da capacitação realizada em São Pedro da Aldeia.

“O Negócio Certo Rural prepara o nosso produtor para o empreendedorismo rural, é bom destacar que ele veio para São Pedro da Aldeia em função do projeto da Aroeira e da necessidade de capacitar os produtores. A maioria dos alunos desse curso são do Assentamento Ademar Moreira, além de participantes de Armação dos Búzios, Cabo Frio e Iguaba Grande. Esse curso é aplicado em módulos, com a proposta de ir preparando o indivíduo, de forma prática, a fazer gerenciamento da sua propriedade, passando pelo levantamento geral da propriedade até o programa de curto e médio prazo de investimento”, disse.

O “Negócio Certo Rural” apresenta conceitos de empreendedorismo, planejamento e administração e contém atividades que ajudam os participantes a criarem um Plano de Negócio bem estruturado, que contribua para a melhoria da gestão da propriedade rural e o planejamento de novas oportunidades de negócios. O curso é indicado para pessoas ligadas ao meio rural em geral, produtores, trabalhadores rurais e profissionais do setor que possuam pouco ou nenhum conhecimento sobre gestão e empreendedorismo. A capacitação engloba ainda interessados em ter seu próprio negócio ou melhorar a gestão da propriedade rural com foco no empreendedorismo.

A Instrutora do Senar, Gleiciane Pimentel, falou sobre os temas abordados e a composição do material exposto para os participantes.

“Esse curso é voltado para a gestão, administração e empreendedorismo. O conteúdo é dividido em cinco módulos, cada um voltado para um assunto distinto. No fechamento desse curso eles terão feito um plano de negócio, preenchido a cada etapa de trabalho. Os participantes receberam ainda uma apostila com todo conteúdo, além de um uniforme”, enfatizou a instrutora.

Ao todo, o curso prevê cinco encontros e duas consultorias, sendo uma em propriedade rural. Durante as aulas são abordados os temas “Realize o diagnóstico de propriedade rural”, “Identifique ideias e negócios”, “Descreva o negócio”, “Verifique a viabilidade do negócio” e “Organize e administre o negócio”.

Ao longo de cada tema citado, são apresentados conteúdos como: Diferença entre empresa urbana e rural; Principais atividades rurais e produtos da região; Diagnóstico da propriedade rural; O que é uma ideia de negócio?; Avaliando e identificando ideias de negócios; Busca de informação sobre uma ideia de negócio; Organização dos dados sobre a sua ideia de negócio; Identificação dos pontos fortes e fracos; Oportunidades e ameaças do negócio escolhido; Projeção de investimento; Produção, receita e despesas necessárias; Calculando indicadores e resultados; Análise da viabilidade do negócio; Plano de negócio; Gestão rural; Ciclo PDCA; Registros e controles; Formas associativas; e Características do comportamento empreendedor.

Participando do curso pela segunda vez, a aluna Vilma Cristina ressaltou a importância da iniciativa.

“Participei a primeira vez desse curso em 2010, na atividade rural é necessário que a gente esteja sempre se atualizando, buscando conhecimento na área. Surgiu essa oportunidade de estar cursando novamente e eu vim. Lá no início, foi muito importante para mim, mudou a minha visão e enriqueceu meu conhecimento, já que a minha plantação é totalmente orgânica. É muito importante ter esse acompanhamento em um curso gratuito que te prepara para o campo”, ressaltou.

Deixe um comentário

Fechar Acessibilidade