Prefeitura promove mutirão de vacinação antirrábica no próximo sábado (25)

Ação para proteger cães e gatos contra a raiva animal será realizada em doze pontos da cidade, das 8h às 13h

Técnicos da prefeitura de São Pedro da Aldeia participam no próximo sábado (25), do mutirão de vacinação antirrábica em 12 locais espalhados pelo município. As doses da vacina contra a raiva animal serão destinadas a cães e gatos. A imunização será feita sede da Vigilância em Saúde, que fica na Rua Eurico Coelho, nº 278, no centro e em frente aos postos de saúde de vários bairros. Confira a lista abaixo:

Esf. Porto da Aldeia

Avenida Saputiaba, n° 35 – Porto da Aldeia.

UBS Fluminense

Rua Rezende, nº 54 – Bairro Fluminense.

Esf. Praia Linda

Rua Nicolas Peregrino dos Santos, nº 66 ou Estrada de Ferro, nº 66.

Esf. Botafogo

Rua da Paz, nº 7 ou Rodovia Amaral Peixoto, Km 118, nº 07 (fundos).

Esf. Baixo Grande

Rua Antônio Soares dos Santos, s/nº – Baixo Grande.

UBS Poço Fundo

Estrada do Boqueirão, s/nº – Poço Fundo.

UBS Balneário

Rua São Jorge, s/nº – Balneário.

ESF Campo Redondo

Rua Luiza Terra, s/ nº – Campo Redondo.

ESF Alecrim

Estrada do Alecrim, nº 80 – Alecrim.

ESF Ponta do Ambrósio

Rua Antônio Luiz Araújo, nº 120 – Ponta do Ambrósio.

ESF Porto do Carro

Estrada do Alecrim, nº 388 – Porto do Carro.

Para vacinar e proteger o seu pet, os donos devem ficar atentos a alguns requisitos. O principal é levar a carteirinha de vacinação animal para ser atualizada com lote e validade da vacina. Criamos ainda um manual de boas práticas para tudo seja feito com todo o cuidado e sem riscos à saúde dos animais, dos tutores e dos técnicos que estarão aplicando as vacinas:

•             Filhotes a partir de 3 meses podem ser vacinados;

•             A responsabilidade de contenção do animal, será sempre do proprietário, nunca do vacinador ou voluntário;

•             Observar se a guia (corrente ou similar) e coleira, principalmente, estão bem ajustados;

•             Não será permitida a vacinação de animais conduzidos por menores de 18 anos;

•             Animais muito agressivos devem ser evitados, sendo encaminhados ao responsável técnico (médico veterinário);

•             Caso haja agressão, lavar com água e sabão o local, procurar um posto médico para orientação. Deixar o animal em observação por 10 dias.

Agradecemos por participar do Censo LGBTQIA+

As informações coletadas serão importantes para quantificar a demanda de atendimento por parte da Secretaria de Assistência Social para a população LGBTQIA+

Se você deseja fazer um agendamento para atendimento com a nossa coordenadoria LGBTQIA+ Clique Aqui