Projeto CaptAção leva alunos da rede municipal para visita à Casa Museu Carlos Scliar

Estudantes também participarão de concurso que evidencia cultura local e preservação ambiental

Foi dado o início a nova edição do Projeto CaptAção, uma parceria da Secretaria de Educação com a concessionária Prolagos. Na tarde da terça-feira (12), alunos da E. M. Luiza Terra de Andrade, visitaram a Casa Museu Carlos Scliar, em Cabo Frio, onde foi apresentado o tema da ação, que será “Identidade e Pertencimento – Meu Lugar, Meu Patrimônio”.

Os estudantes do 9º ano poderão retratar por meio de música, texto ou curta-metragem, tudo o que foi aprendido na visita guiada. Ao final do projeto, serão selecionadas as melhores produções entre alunos dos municípios de São Pedro da Aldeia, Cabo Frio, Armação dos Búzios, Iguaba Grande e Arraial do Cabo, que serão premiadas.

Durante o passeio, os alunos puderam conhecer o acervo, que possui mais de 10 mil documentos datados a partir de 1930. Entre esculturas, obras literárias e telas, os jovens aprenderam um pouco mais da cultura nacional e de quem foi Scliar, o renomado artista e amigo de grandes personalidades da cultura brasileira, como Jorge Amado, Clarice Lispector e Vinícius de Moraes. Toda estrutura da Casa Museu, onde Carlos Scliar viveu durante 40 anos, encontra-se totalmente preservada da maneira deixada pelo artista, desde a mobília até os objetos.

Acompanhando o tour, o diretor da Escola Municipal Luiza Terra, Allan Hau, falou de como a ação pode mudar a perspectiva dos alunos. “É uma iniciativa ímpar para as crianças da rede pública do nosso município. Em tempos de tecnologia e entretenimento, o projeto mostra-se capaz de potencializar a arte por meio da criatividade e dos novos recursos tecnológicos. Tendo o artista plástico Carlos Scliar como inspiração, os alunos aprendem a importância de reconhecer sua cultura, de recriar suas relações identitárias, na busca da memória do seu lugar, do seu patrimônio. Só se defende aquilo que conhecemos, valorizamos e nos identificamos. Esse projeto é uma ação fundamental na luta pela construção do futuro que queremos”, pontuou o gestor.

O objetivo do tema deste ano é a construção de atividades artísticas por meio de experiências vividas pelos estudantes, decorrentes do contato com as diversas formas de expressão de ideias. O projeto também desperta a consciência coletiva e ambiental, buscando realizar atividades com materiais recicláveis e sem realizar desperdícios de produtos que possam a vir prejudicar o meio ambiente. Além da Luiza Terra, outras escolas do segundo segmento também irão participar da ação, são elas: E. M. Profª Miriam Alves de Macedo Guimarães- Cívico Militar, E. M. Antônio Vaz da Silva e E. M. Vinhateiro.

Ano passado, o projeto premiou a estudante Jennifer de Souza Manjana, da Escola Municipal Maria da Gloria dos Santos Motta. Quem estava presente na ocasião, foi a Coordenadora de Ciências da Secretaria de Educação, Marciele Santos, que também vem auxiliando a edição 2022. Marciele falou da parceria instaurada entre a concessionária de águas e a Educação. “Desde 2019, as escolas da rede vêm participando do Projeto CaptaAção, que traz exposições de arte, com a temática do cultural e ambiental.. O objetivo é despertar a consciência do aluno, agregando conhecimento, criatividade e reflexão. A preservação ao meio é uma tarefa individual, porém de repercussão coletiva”, concluiu a coordenadora.

Seu cadastro foi realizado

Mais informações serão enviadas para o e-mail que foi cadastrado 

Agradecemos por participar do Censo LGBTQIA+

As informações coletadas serão importantes para quantificar a demanda de atendimento por parte da Secretaria de Assistência Social para a população LGBTQIA+

Se você deseja fazer um agendamento para atendimento com a nossa coordenadoria LGBTQIA+ Clique Aqui