Projeto planeja substituir árvores exóticas de praças do município por espécies nativas

Praça Verde será o primeiro espaço público beneficiado pela iniciativa
Galhos de árvores exóticas da espécie Ficus já atingem a fiação. Foto: Divulgação/PMSPA

Uma parceria entre as secretarias de Serviços Públicos e Meio Ambiente está mapeando as praças do município atualmente arborizadas por espécies exóticas. O objetivo é que, gradativamente, as árvores que não compõem a flora regional sejam substituídas por plantas nativas que atendam às questões urbanísticas e ambientais. A Praça Evanildo Luiz dos Santos, conhecida como Praça Verde, será o primeiro espaço público beneficiado pela iniciativa. Ela fica localizada entre a região central da cidade e o bairro Porto da Aldeia.

O trabalho de reestruturação dos espaços será executado pela Secretaria de Serviços Públicos. Raimundo Teixeira, responsável pela pasta, falou sobre o planejamento para a primeira praça escolhida. “O nosso projeto para a Praça Verde está lindo, vamos revitalizar todo o local. A estrutura da praça será reposicionada com a criação de um pórtico de entrada, mudança dos bancos e jardinagem. O espaço também ganhará nova iluminação, um trabalho que vem sendo executado em várias localidades como recomendação do prefeito Fábio do Pastel”, contou.

A Secretaria de Meio Ambiente indicará as espécies mais adequadas para cada praça, levando em consideração o espaço disponível, necessidade de sombra, presença de redes de energia elétrica e tubulações. 

Foto: Divulgação/PMSPA

A Secretária de Meio Ambiente, Raquel Trevizam, explicou como será o processo. “Na Praça Verde, por exemplo, temos nove exemplares de ficus. É uma espécie exótica com raízes agressivas que já alcançaram as calçadas e as tubulações do local. Além disso, a maneira como seis delas estão dispostas na praça dificulta o melhor aproveitamento do espaço. Os galhos crescem e, inevitavelmente, alcançam a fiação. Elas serão substituídas por ipês-rosa”, contou. 

Com beleza cenográfica e características que atendem às necessidades da fauna regional, os ipês-rosa agregam beleza e dão vida às paisagens das áreas urbanas. São conhecidos por atrair pássaros de diversas espécies e uma ótima opção para áreas urbanas por apresentarem crescimento moderado e raízes profundas, capazes de extrair água mesmo em tempo seco. 

O morador Gerônimo Nunes, de 62 anos, contou que reside há quase dois anos em frente a Praça Verde, local que frequenta periodicamente, e elogiou a iniciativa. “Essa praça é abençoada por Deus. Está sempre limpa, mas a troca da vegetação melhoraria muito. Venho sempre aqui ver o movimento da rua, observar os pássaros nas árvores. A praça já é bem cuidada, mas benfeitorias são sempre bem-vindas”, pontuou. 

Gerônimo Nunes é frequentador assíduo da praça. Foto: Divulgação/PMSPA

É importante ressaltar que nenhuma árvore pode ser removida sem autorização ambiental, inclusive as exóticas. É necessário que qualquer intervenção na flora esteja de acordo com a Legislação Ambiental. A população pode buscar informações na sede da Secretaria de Meio Ambiente, localizada na Rua 7, lote 12, quadra 8, loteamento Jardins de São Pedro – Nova São Pedro, de 8h30 às 17h.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email