Serviços

Projeto planeja substituir árvores exóticas de praças do município por espécies nativas

Praça Verde será o primeiro espaço público beneficiado pela iniciativa
Galhos de árvores exóticas da espécie Ficus já atingem a fiação. Foto: Divulgação/PMSPA

Uma parceria entre as secretarias de Serviços Públicos e Meio Ambiente está mapeando as praças do município atualmente arborizadas por espécies exóticas. O objetivo é que, gradativamente, as árvores que não compõem a flora regional sejam substituídas por plantas nativas que atendam às questões urbanísticas e ambientais. A Praça Evanildo Luiz dos Santos, conhecida como Praça Verde, será o primeiro espaço público beneficiado pela iniciativa. Ela fica localizada entre a região central da cidade e o bairro Porto da Aldeia.

O trabalho de reestruturação dos espaços será executado pela Secretaria de Serviços Públicos. Raimundo Teixeira, responsável pela pasta, falou sobre o planejamento para a primeira praça escolhida. “O nosso projeto para a Praça Verde está lindo, vamos revitalizar todo o local. A estrutura da praça será reposicionada com a criação de um pórtico de entrada, mudança dos bancos e jardinagem. O espaço também ganhará nova iluminação, um trabalho que vem sendo executado em várias localidades como recomendação do prefeito Fábio do Pastel”, contou.

A Secretaria de Meio Ambiente indicará as espécies mais adequadas para cada praça, levando em consideração o espaço disponível, necessidade de sombra, presença de redes de energia elétrica e tubulações. 

Foto: Divulgação/PMSPA

A Secretária de Meio Ambiente, Raquel Trevizam, explicou como será o processo. “Na Praça Verde, por exemplo, temos nove exemplares de ficus. É uma espécie exótica com raízes agressivas que já alcançaram as calçadas e as tubulações do local. Além disso, a maneira como seis delas estão dispostas na praça dificulta o melhor aproveitamento do espaço. Os galhos crescem e, inevitavelmente, alcançam a fiação. Elas serão substituídas por ipês-rosa”, contou. 

Com beleza cenográfica e características que atendem às necessidades da fauna regional, os ipês-rosa agregam beleza e dão vida às paisagens das áreas urbanas. São conhecidos por atrair pássaros de diversas espécies e uma ótima opção para áreas urbanas por apresentarem crescimento moderado e raízes profundas, capazes de extrair água mesmo em tempo seco. 

O morador Gerônimo Nunes, de 62 anos, contou que reside há quase dois anos em frente a Praça Verde, local que frequenta periodicamente, e elogiou a iniciativa. “Essa praça é abençoada por Deus. Está sempre limpa, mas a troca da vegetação melhoraria muito. Venho sempre aqui ver o movimento da rua, observar os pássaros nas árvores. A praça já é bem cuidada, mas benfeitorias são sempre bem-vindas”, pontuou. 

Gerônimo Nunes é frequentador assíduo da praça. Foto: Divulgação/PMSPA

É importante ressaltar que nenhuma árvore pode ser removida sem autorização ambiental, inclusive as exóticas. É necessário que qualquer intervenção na flora esteja de acordo com a Legislação Ambiental. A população pode buscar informações na sede da Secretaria de Meio Ambiente, localizada na Rua 7, lote 12, quadra 8, loteamento Jardins de São Pedro – Nova São Pedro, de 8h30 às 17h.

Agradecemos por participar do Censo LGBTQIA+

As informações coletadas serão importantes para quantificar a demanda de atendimento por parte da Secretaria de Assistência Social para a população LGBTQIA+

Se você deseja fazer um agendamento para atendimento com a nossa coordenadoria LGBTQIA+ Clique Aqui