São Pedro da Aldeia presta homenagem à Victorino Carriço, que faria 110 anos

História do compositor e poeta aldeense foi rememorada em vídeo produzido pela Secretaria de Cultura com a participação dos netos Fernanda e Júnior Carriço

A história e a herança cultural do célebre poeta e compositor aldeense Victorino Carriço foram relembradas em um vídeo produzido pela Secretaria de Cultura de São Pedro da Aldeia. A produção audiovisual foi divulgada nesta sexta-feira (29), dia em que o poeta completaria 110 anos, e conta com a participação especial dos netos do artista, a jornalista Fernanda Carriço e o músico Júnior Carriço. Falecido em 2003, Victorino foi um dos maiores expoentes no cenário político, artístico, musical e literário da Região dos Lagos. O vídeo pode ser conferido nas páginas oficiais da Prefeitura e da Cultura no Facebook (clique AQUI para acessar).

Em um registro sensível e cheio de afeto gravado na orla do Baixo Grande, local onde Victorino nasceu e passou boa parte de sua juventude, Fernanda e Júnior lembraram das histórias de sua infância e da forte figura paterna de Victorino; a paixão do avô pela região e o legado artístico e humanitário deixado pelo poeta, escritor e cronista.

O vídeo também traz a tocante interpretação de Júnior, em voz e violão, da canção “Voltei ao Baixo Grande”, composta pelo avô em homenagem ao bairro. “Ele é parte da história de São Pedro da Aldeia e tinha muito orgulho disso. Ele amava esse município e nesses 110 anos, eu acho que é muito importante a cidade estar reconhecendo isso. Esse momento é um abraço para a memória de Victorino Carriço e para nós, que estamos aqui ainda contando a história dele”, destacou Fernanda.

Netos se emocionaram ao cantar a canção “Voltei ao Baixo Grande”, composta por Victorino Carriço em homenagem ao bairro onde nasceu e viveu até sua juventude
Foto:
Raíra Morena/Divulgação PMSPA

Para o secretário municipal de Cultura, Thiago Marques, a homenagem é uma forma de manter o legado de Victorino Carriço sempre vivo no coração dos aldeenses e moradores da Região dos Lagos. “Celebrar a memória, a vida e a obra dos nossos artistas que já partiram é também celebrar a nossa própria história, nossas raízes e a nossa formação cultural. O município é berço de inúmeros talentos, que marcaram época e que merecem ser valorizados e reconhecidos. A grandeza da obra e sua biografia irretocável perpetuaram Victorino Carriço na história de São Pedro da Aldeia e temos orgulho em homenageá-lo neste 29 de julho”, disse.

Ícone da cultura e da política, Victorino deixou um importante legado com a publicação dos livros “Mar e Amar”, “Vidas Mortas” e “Se Voltares”, e a composição de hinos, como o de São Pedro da Aldeia, Cabo Frio e Arraial do Cabo. O poeta também integrou 34 associações culturais, algumas no exterior, como Itália, Argentina, Uruguai, França, Espanha, República Dominicana e México.

Em 2015, em reconhecimento à importância de Victorino Carriço para a Região dos Lagos, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio, Alerj, concedeu a ele a maior honraria, a Medalha Tiradentes ‘post mortem’.

Seu cadastro foi realizado

Mais informações serão enviadas para o e-mail que foi cadastrado 

Agradecemos por participar do Censo LGBTQIA+

As informações coletadas serão importantes para quantificar a demanda de atendimento por parte da Secretaria de Assistência Social para a população LGBTQIA+

Se você deseja fazer um agendamento para atendimento com a nossa coordenadoria LGBTQIA+ Clique Aqui