A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, realizou nesta sexta-feira (05) o “Estudo de Casos”, no Centro de Formação Continuada Professora Ismênia Trindade (CEFOR). O encontro consiste em analisar casos específicos de acompanhamento familiar, trocar experiências e referência e contra-referência com a rede. O Estudo foi realizado das 9h às 17h e contou com a presença da Secretária Adjunta de Assistência Social e Direitos Humanos, Olívia Sá. A Diretora das Proteções Básica e Especial, Cláudia Brasil, coordenou o encontro.

De acordo com a Secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Ester Marques, é muito importante a troca de ações entre as equipes. “É o momento em que são expostos os métodos trabalhados junto às famílias em situação de vulnerabilidade, para assim analisar o que deve ser aprimorado. Os profissionais trocam experiências, compartilham avanços e dificuldades diárias e saem com bagagem para continuar o trabalho de garantia de acesso aos seus direitos”, disse.

Os casos foram apresentados pelas equipes que atuam nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS). Os profissionais das unidades selecionaram um caso de acompanhamento familiar para discutir seus avanços e dificuldades. Durante o Estudo de Casos não é permitido citar o nome do usuário e a identidade da família, todas as informações são mantidas em sigilo. São Pedro da Aldeia conta com seis CRAS, localizados nos bairros Alecrim, Balneário das Conchas, Morro dos Milagres, Porto da Aldeia, Rua do Fogo e São João e um CREAS, no centro da cidade, além da Casa de Acolhimento Municipal (CAM), no bairro Balneário. Cada unidade é livre para escolher o caso discutido no encontro.

Comentários estão desabilitados

Fechar Acessibilidade