Foi aberta, na manhã desta sexta-feira (27), a Semana do Agricultor Familiar de São Pedro da Aldeia. A programação do primeiro dia foi marcada pela oficina de Horta Agroecológica, ministrada pelo técnico agrícola Frederico Bandeira. Na ocasião, os participantes receberam orientações acerca do cultivo e consumo de hortaliças convencionais e não convencionais, dados sobre funcionalidade, valor nutricional e uso medicinal das plantas, técnicas de compostagem, preparação do solo e adubação orgânica, além de integrarem uma prática de campo com plantio de mudas. A programação da Semana do Agricultor Familiar continua neste sábado (28) e na segunda-feira (30), na sede do Horto Escola Artesanal, com Feira Livre e novas oficinas.

Acompanhando o primeiro dia de evento, o secretário de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda, Dimas Tadeu, falou sobre o início da programação. “Hoje tivemos uma oficina mais dinâmica, abordando o uso de hortaliças sem agrotóxicos e as chamadas Plantas Alimentícias Não Convencionais, PANCs, com foco no caruru-azedo, vinagreira e ora-pro-nóbis, que está muito em voga. Os alunos tiveram a oportunidade tanto de plantar espécies convencionais como também de conhecer e realizar o plantio de hortaliças não convencionais. Também foi falado sobre os diversos métodos de compostagem, cultivo agroecológico, largura e preparação ideal de um canteiro, dentre outros conhecimentos voltados à agricultura familiar orgânica e no estímulo ao consumo de alimentos saudáveis”, destacou.

A oficina integra o curso de Horta Agroecológica, realizado todas as sextas-feiras, das 9h às 11h, no Horto Escola Artesanal, aberto à população. De acordo com o instrutor, o técnico agrícola Frederico Bandeira, a oficina enfocou práticas sustentáveis envolvendo o trabalho com hortas agroecológicas. “Nossa intenção é passar para as pessoas que, apesar de todas as dificuldades que existem, a nossa região é propícia para o cultivo de hortas e que, mesmo com pequenos espaços, qualquer um pode produzir. Nossa proposta é transmitir esses conhecimentos de forma prática, funcional, dinâmica e de baixa manutenção para que possamos aproximar o público do contato com a terra. Quando falamos de agroecologia, não estamos falando apenas de cultivo voltado à sustentabilidade, mas da reintegração do homem à natureza. Esse trabalho terá continuidade e qualquer um que desejar participar pode integrar a nossa turma, aqui somos uma grande família”, afirmou.

Durante a oficina, os participantes realizaram o plantio de mudas de hortaliças, como salsa, cebolinha, couve, maxixe e pimenta, em canteiros previamente preparados. Ao longo da manhã de atividades, os alunos receberam informações e esclareceram dúvidas acerca da classificação das hortaliças, sua importância na alimentação, beneficiamento medicinal, clima e época de plantio, escolha do local, preparo de canteiros, ferramentas e materiais adequados para o plantio, técnicas de manuseio, formação de mudas e tratos culturais, dentre outros temas com enfoque em práticas de manejo sustentáveis e sem a utilização de agrotóxicos.

Aluna regular do curso de Horta Agroecológica, a aposentada Ana Lúcia Berlandi também participou da oficina e elogiou a iniciativa. “Eu sempre quis fazer um curso de horta para saber, principalmente, sobre o cultivo de plantas medicinais e de temperos. Já tivemos quase três meses de aulas práticas e teóricas aqui, com toda a parte botânica, de beneficiamento, o cuidado com a terra, as influências do clima, enfim, tudo muito bem explicado. Todo aprendizado é muito válido e é um grande benefício para nós. Esse curso foi um achado para mim, tenho prazer de vir para cá, interagir, trocar ideias e informações com as pessoas”, destacou a moradora do bairro Balneário das Conchas.

O secretário de Governo, Eronildes Bezerra, também prestigiou o primeiro dia de evento.

Confira a programação completa da Semana do Agricultor Familiar em São Pedro da Aldeia:

  

Sábado (28/07)

9h – Oficina de Aroeira (Licor de Aroeira) – Secretário de Agricultura, Dimas Tadeu.

9h – Feira Livre com produtos agroecológicos.

 

Segunda-feira (30/07)

9h – Oficina de Aipim – Professora Eli Arlete.

9h – Feira Livre com produtos agroecológicos.

16h – Encerramento com café da tarde, entrega dos certificados das oficinas e homenagem aos agricultores.

]]>

Deixe um comentário

Fechar Acessibilidade