Fiscalização de lei que proíbe sacolas plásticas será iniciada em São Pedro da Aldeia

Categorias

Fiscalização de lei que proíbe sacolas plásticas será iniciada em São Pedro da Aldeia

A partir desta quarta-feira (26) está proibida, em todo o território do Estado do Rio de Janeiro, a distribuição de sacolas plásticas descartáveis para embalagem de produtos, por exemplo em supermercados. Para garantir o cumprimento da lei, que beneficia o meio ambiente, já que esses produtos demoram centenas de anos para serem absorvidos, a Secretaria de Ambiente, Lagoa, Peca e Saneamento, iniciará  fiscalização em estabelecimentos comerciais.
Lembrando que os prazos para adequação à nova regra variam de acordo com o porte do estabelecimento comercial.
De acordo com o secretário de Ambiente, Luciano Pinto, numa primeira etapa, a fiscalização terá efeito educativo, conscientizando os comerciantes sobre a importância do cumprimento da lei.
“Inicialmente será realizada fiscalização nos estabelecimentos, notificando-os a cumprirem a lei. Nesse passo, em um primeiro momento, será apenas em caráter pedagógico, oportunizando a adequação. Caso se identifique resistência, serão adotadas penalidades cabíveis na legislação”, explicou.
 O descumprimento da lei pode resultar em multa ao estabelecimento comercial, que varia entre 100 e 10 mil UFIRs.
Os estabelecimentos comerciais passarão a oferecer uma opção de sacola feita com material biodegradável, podendo ser ofertada ou vendida ao cliente. O tempo de decomposição das atuais sacolas é de 50 a 500 anos. Já as sacolas biodegradáveis, se tratadas em usinas de compostagem, são absorvidas em cerca de seis meses

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Fechar Acessibilidade