Inverno: Saiba como combater as doenças respiratórias da estação

Categorias

Inverno: Saiba como combater as doenças respiratórias da estação

A chegada do inverno, época mais fria do ano e que apresenta variações bruscas de temperatura, aumenta os quadros alérgicos e infecciosos de doenças respiratórias como resfriados, gripes, rinite alérgica, asma, sinusite e pneumonia. Nesta época do ano, a temperatura mais fria, o ar mais seco e uma tendência maior de as pessoas ficarem em ambientes fechados favorecem a circulação e transmissão de fungos, vírus e bactérias. As consultas médicas com especialistas da rede municipal de saúde aldeense, entre eles o pneumologista, são realizadas na Policlínica, mas seguindo algumas dicas, é possível prevenir e amenizar a incidência de doenças típicas dessa estação do ano.

De acordo com o médico, os pacientes devem manter os tratamentos e acompanhar os sintomas alérgicos, evitando quadros infecciosos.
Foto: Renato Fulgoni

Segundo o pneumologista Marcus Vinícius Fonseca de Oliveira, é preciso que a pessoa se atente aos primeiros sinais da doença no corpo, pois tratar um quadro alérgico, logo no início, evita complicações. “As doenças alérgicas, quando não são bem tratadas, se predispõem aos quadros infecciosos, como pneumonias e sinusites bacterianas. Sinais alérgicos são alertas para evitar quadros mais difíceis e agravados”, destacou o médico.  

Grupo mais atingido  

As doenças típicas de inverno podem atingir a população de forma geral, mas o grupo composto por pessoas com pré-disposição genética às alergias, sedentárias, obesas, com comorbidades como hipertensão, diabetes e doenças da tireoide, com doenças crônicas, idosos e crianças são as mais acometidas nessa época. Esses pacientes requerem mais atenção. De acordo com o especialista, doenças alérgicas precisam de regularidade para a eficiência do tratamento.

“Pessoas que já têm histórico alérgico e fazem tratamento precisam respeitar esse cuidado. Infelizmente os pacientes melhoram e tendem a abandonar o tratamento, interrompendo a regularidade e ficando expostos à possibilidade de uma recaída ou piora no quadro. Em tempos de maior incidência do frio e oscilação de temperatura, é essencial que as pessoas evitem também a exposição ao ar-condicionado ou ventiladores”, orientou o pneumologista.

Cuidados com o ambiente

Alguns cuidados adotados para se prevenir contra o coronavírus, como lavar bem as mãos, cobrir a boca ao espirrar ou tossir e usar máscara, ajudam a evitar também outras doenças respiratórias. Com a pandemia e a necessidade de isolamento domiciliar, as pessoas estão passando mais tempo em suas casas, fato que também merece atenção, segundo o pneumologista Marcus Vinícius Fonseca de Oliveira.

 “Não podemos nos descuidar dos espaços nos quais passamos a maior parte do nosso tempo, como a casa e o trabalho. Todo o cuidado com esses lugares é importante, já que nós somos fruto do ambiente no qual vivemos. Se estamos em um espaço sadio, com ar puro e pessoas equilibradas, vamos ter maior probabilidade de uma boa saúde física e mental. Precisamos respeitar as medidas preventivas para evitar a COVID-19 e cuidar dos locais onde convivemos com família e colegas de trabalho”, alertou.

Principais doenças

Entre os quadros respiratórios mais conhecidos, as principais doenças que acometem a população são rinite alérgica, sinusite, gripe, resfriado, asma, entre outras. Além dos cuidados com a saúde, é necessário manter outras ações preventivas como, boa alimentação, manter padrões de limpeza adequados, combater a umidade, lavar agasalhos e cobertores antes de usar, não deixar animais dentro de casa, retirar dos cômodos livros ou almofadas que acumulem poeira, evitar cigarro no ambiente doméstico, entre outras. 

Além dos cuidados com a saúde, o ambiente residencial e a área de trabalho merecem uma atenção especial.
Foto: Renato Fulgoni.

Onde se consultar?

A Policlínica Municipal conta diversos atendimentos médicos, entre eles o de pneumologia. Para agendar uma consulta o paciente precisa se dirigir ao posto de saúde mais próximo de sua residência, para um encaminhamento direto ao especialista da rede. Com dia e horário marcado para a consulta, a Central de Regulação Municipal fará o contato com o paciente. A Policlínica Municipal fica localizada ao lado do Pronto-socorro municipal, na rua Prefeito Waldir Lobo, no Morro do Milagre. A unidade funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.

O pneumologista Marcus Vinícius Fonseca de Oliveira faz parte da rede municipal de saúde.
Foto: Renato Fulgoni
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Fechar Acessibilidade