Assistência Social de São Pedro da Aldeia realiza ações de enfrentamento ao trabalho infantil

Depois da feira livre, os CRAS vão receber rodas de conversas a respeito do assunto
Foto: Divulgação

Uma em cada 10 crianças e jovens de 5 a 17 anos ainda estão em situação de trabalho infantil no mundo. São mais de 160 milhões delas espalhadas por todos os países. Os dados são da Organização Internacional do Trabalho e da UNICEF. Em São Pedro da Aldeia a situação não é diferente, e para enfrentar o problema, a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, em conjunto com outras secretarias, está realizando ações de enfrentamento ao problema. 

Nos dias 22 e 23 de junho, as equipes do CRAS do Balneário estarão fazendo palestras na Escola Municipalizada Paineiras nos dois turnos. Os alunos da manhã e da tarde terão a oportunidade de saber um pouco mais a respeito dos problemas acarretados pelo trabalho infantil. Já no dia 24 de junho, às 14hs, vai ser realizada uma roda de conversa do mesmo assunto no CRAS do Alecrim. Um outra ação será no dia 06 de julho, também às 14hs, só que dessa vez no CRAS da Rua do Fogo. Toda a comunidade está convidada.

Feira livre de trabalho infantil 

A Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos também realizou uma ação socioeducativa na feira livre de São Pedro da Aldeia. A iniciativa mobilizou feirantes e população com o objetivo de conscientizar, formar opinião e conseguir apoio para o enfrentamento ao trabalho infantil. 

A Comissão Intersetorial de Enfrentamento ao Trabalho Infantil é formada por técnicos das Secretarias de Agricultura, Trabalho e Renda; de Assistência Social e Direitos Humanos; de Educação e de Saúde. Na ocasião, foram entregues cartilhas para as crianças brincarem e um lápis com um catavento, símbolo do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), entre outros materiais.

A população pode e deve participar do combate ao trabalho infantil todos os dias do ano. Basta fazer uma denúncia quando encontrar alguma situação que aponte para esse crime. 

Canais de Denúncias: 

Disque 100- Governo Federal
Conselho Tutelar (22) 2627- 6570 e (22) 99733- 8909

Agradecemos por participar do Censo LGBTQIA+

As informações coletadas serão importantes para quantificar a demanda de atendimento por parte da Secretaria de Assistência Social para a população LGBTQIA+

Se você deseja fazer um agendamento para atendimento com a nossa coordenadoria LGBTQIA+ Clique Aqui