Exposição de fotografias e artefatos históricos termina nesta sexta-feira (1º) em São Pedro da Aldeia

Mostra “Patrimônios Aldeenses em Foco” apresenta coleção de fotos e objetos que remontam ao século XIX e aos antigos hábitos culturais dos habitantes da cidade

Os moradores e turistas têm até esta sexta-feira (1º), das 9h às 17h, para conferir de perto a exposição “Patrimônios Aldeenses em Foco”, que está em cartaz na Casa da Cultura Gabriel Joaquim dos Santos. Mais de 50 fotografias e artefatos compõem a mostra, contando a história, as tradições e os costumes dos habitantes mais antigos de São Pedro da Aldeia, desde o período colonial. A mostra é resultado de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Cultura e a pesquisadora Elizabeth Franco.

Exposição atraiu dezenas de visitantes ao longo do mês de junho
Foto: Karol Giordano/Divulgação PMSPA

Quem passar pela Casa da Cultura também terá a oportunidade de conhecer parte da biodiversidade da flora e da fauna silvestre local. No espaço, os visitantes podem tocar e observar de perto esqueletos e amostras conservadas em álcool de espécies animais típicas da região e da zona rural aldeense, como o cágado-amarelo, a fragata, o cachorro-do-mato, aranhas, borboletas e cobras, além de dezenas de fotografias de espécimes como a coruja-buraqueira, o anu branco, o biguá, a narceja, o mico-estrela, o lagarto teiú, o jacaré-de-papo-amarelo e plantas nativas.

A exposição convida os visitantes a uma breve imersão pela história de formação do município ao retratar os hábitos e práticas produtivas que, ao longo do século XIX, comandaram a economia aldeense, como a exploração do sal, a pesca, a pecuária e o cultivo do café. A exposição também retrata as riquezas naturais, como a Serra de Sapiatiba, o Rio Una e a Lagoa de Araruama, bem como os patrimônios tombados, como a Igreja e o convento dos Jesuítas, a Casa dos Azulejos e a Casa da Flor.

O secretário de Cultura, Thiago Marques, destacou a realização do evento em prol da valorização dos patrimônios culturais e ambientais da cidade. “Ficamos muito felizes em abrir as portas da Casa da Cultura para a exposição da Elizabeth, que disponibilizou os seus materiais de pesquisa e o seu conhecimento técnico, enquanto bióloga, agente cultural e condutora ambiental, para acesso público. É uma oportunidade ímpar para que os visitantes conheçam a história de formação do nosso município, as suas riquezas culturais e naturais e, assim, despertem para a importância de preservar e de atuar como guardiões desses patrimônios”, disse.

Thiago Marques acompanhou a programação na Casa da Cultura ao longo do mês
Foto:
Raíra Morena/Divulgação PMSPA

Idealizadora da exposição, a pesquisadora Elizabeth Franco reforçou a parceria de sucesso com a gestão. “Eu avalio a realização da exposição como um sucesso. Tivemos a presença de alunos da rede pública, historiadores e professores, que nos deram um retorno muito positivo. A parceria com a Secretaria de Cultura foi fundamental; esse trabalho em conjunto só beneficia a população, porque possibilita a difusão da cultura e da história da nossa região”, ressaltou.

Há mais de 10 anos, Elizabeth Franco se dedica às pesquisas acerca dos patrimônios aldeenses
Foto:
Arquivo pessoal

Entre os visitantes da exposição estiveram as crianças e adolescentes das turmas de Baixa Visão e Transtornos Globais do Desenvolvimento (TGD) da Escola Municipal de Educação Especial Pedro Paulo Lobo de Andrade (EMESPP). O grupo de alunos foi acompanhado pelas professoras Daiana Quintanilha e Cristiane Cabral.

“A iniciativa surgiu a partir do nosso Projeto Pedagógico anual, que este ano enfatiza a arte e a cultura brasileira e é claro que a cultura do nosso município é um foco nosso. Acho essencial oportunizar aos nossos alunos a experiência de visitar a Casa de Cultura da nossa cidade, especialmente esta exposição, pois contemplamos muitas fotografias lindíssimas do nosso município, objetos antigos e exemplares da fauna e da flora que compõem São Pedro da Aldeia. Os alunos ficaram muito empolgados com a atividade e se sentiram pertencentes à cidade cada vez que demonstraram conhecimento em um dos elementos expostos”, destacou Daiana.

Atividade contou com a participação das turmas de Baixa Visão e Transtornos Globais do Desenvolvimento (TGD)
Foto:
Karol Giordano/Divulgação PMSPA

A Casa da Cultura fica localizada na Avenida Francisco Coelho Pereira, nº 255, no Centro da cidade.

Exposição será encerrada nesta sexta-feira (1º)
Foto:
Raíra Morena/Divulgação PMSPA

Seu cadastro foi realizado

Mais informações serão enviadas para o e-mail que foi cadastrado 

Agradecemos por participar do Censo LGBTQIA+

As informações coletadas serão importantes para quantificar a demanda de atendimento por parte da Secretaria de Assistência Social para a população LGBTQIA+

Se você deseja fazer um agendamento para atendimento com a nossa coordenadoria LGBTQIA+ Clique Aqui