Prefeitura ouve população do bairro Campo Redondo em Audiência Pública

Evento levantou relatos para Projeto de Lei sobre atualização do zoneamento da localidade

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia realizou uma Audiência Pública sobre o zoneamento do bairro Campo Redondo nesta terça-feira (17). Foram ouvidos moradores, entidades interessadas e representantes do Executivo e do Legislativo Municipal. A pauta do encontro foi a possibilidade de alteração pontual do zoneamento, devido às características populacionais e comerciais da localidade. A partir dos relatos apresentados pela população,  a gestão pública irá encaminhar um Projeto de Lei à Câmara Municipal para deliberação sobre a atualização do zoneamento do local.

O prefeito, Fábio do Pastel, reforçou que o objetivo da audiência foi ouvir os relatos da população. “Estamos aqui para ouvir esses moradores que tanto nos pediram ajuda. Uma grande reivindicação do bairro é a atualização do zoneamento e para isso precisamos dar voz a quem está sendo mais afetado. São casas com paredes trincadas, crianças e idosos com problemas respiratórios, barulho e poeira que não tem fim. Estamos aqui para lutar junto à população por mais qualidade de vida e bem-estar”, relatou. 

Foto: Bruninho Volotão/PMSPA
Foto: Bruninho Volotão/PMSPA

O morador Jefferson Leite de Passos destacou a iniciativa do governo municipal. “Sofremos há anos e nunca vimos um ato desses no bairro pela prefeitura.  Tem pessoas com problemas de saúde, questões respiratórias, além dos danos ambientais. Essa é a hora do povo se manifestar e participar da democracia”, apontou. Já Luciano de Andrade, relatou os transtornos causados e a falta de acesso à empresa responsável pela atuação da pedreira. “Perdi as contas de quantas vezes tentei conversar com algum representante da pedreira. A poeira é desumana. Nesse momento, vocês não estão tendo o desprazer de ouvir o barulho, porque as máquinas estão desligadas”, destacou. 

O procurador-geral do município,  Peter Samerson,  apresentou a justificativa do evento que atende às reivindicações dos moradores do bairro. “Após o registro dos relatos da população, o próximo passo é apresentar um projeto de lei para deliberação da Câmara Municipal. Recebemos diversas reclamações da empresa que gera distúrbios à população que reside próxima à pedreira. Com isso, a prefeitura elabora o projeto de lei que tem como objetivo propor a atualização do zoneamento local para uma área urbana, condizendo com a realidade encontrada hoje no bairro”.

Foto: Bruninho Volotão/PMSPA

A secretária de Meio Ambiente, Raquel Trevizam, apontou que a participação popular é fundamental. A pasta preconiza a segurança ambiental, que possui impacto direto no dia a dia dos moradores. O secretário de Urbanismo e Habitação, Fernando Frauches, destacou os impactos que o zoneamento atual traz à população e a importância de atualização do uso e ocupação do solo no bairro. 

“Para termos um crescimento ordenado no município precisamos estar atentos ao desenvolvimento urbano e às potencialidades de cada local. Analisamos o zoneamento do bairro Campo Redondo, e o atual não é mais compatível com a realidade da localidade. Ao longo dos anos, o bairro tornou-se área urbana adensada por construções habitacionais, com crescimento populacional e instalação de comércios de pequeno porte. Essas características não condizem com o funcionamento e a movimentação de máquinas pesadas de uma empresa como uma pedreira tão próxima da área residencial”, relatou o secretário de Urbanismo e Habitação.

Foto: Bruninho Volotão/PMSPA
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email