Programa Melhor em Casa completa dez anos com mais de 500 mil brasileiros atendidos

Equipe de São Pedro da Aldeia participa de cerimônia de comemoração no Rio de Janeiro

Na tarde desta segunda-feira (8), no auditório do Instituto Fernandes Figueiras, na capital do Estado, foi realizada a cerimônia de comemoração dos 10 anos do Melhor em Casa, que em uma década atendeu a mais de 500 mil brasileiros, com 28.9 milhões de procedimentos.

Estavam presentes o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o Secretário de Atenção Especializada à Saúde, Sérgio Okane, o Diretor do Instituto Fernandes Figueira, Antônio Meirelles e a Presidente da Fiocruz, Nísia Trindade.

A Diretora Geral e Referência Técnica da Atenção Domiciliar e Hospitalar, Mariana Borges, fez a apresentação de um breve histórico do programa, lembrando que o objetivo é a humanização no atendimento ao usuário do SUS e a redução de demandas de internação.

A equipe do Programa Melhor em Casa de São Pedro da Aldeia foi convidada pelo Ministério da Saúde para representar todos os programas do país na cerimônia. O grupo atua desde 2016, e vem se destacando como referência nacional para as mais de 1.657 equipes multiprofissionais do Programa, espalhadas por mais de 700 municípios brasileiros.

“Que gratidão estar em São Pedro da Aldeia e fazer parte de uma equipe de excelência, que trabalha incansável pelo bem e amor ao próximo. Eu sou privilegiado. E o reconhecimento pelo trabalho não é só meu, não é só da equipe é de todo o município”, ressaltou o coordenador da Atenção Domiciliar da cidade, Junior Curcino. 

O prefeito, Fábio do Pastel, destacou o trabalho realizado pela equipe do Programa. “Já acompanhei de perto um dos atendimentos e pude ver a dedicação dos profissionais do Melhor em Casa em São Pedro da Aldeia. O cuidado e o carinho com os moradores é o que faz com que o nosso município seja destaque em todo o país. Parabéns a toda a equipe envolvida”.

O Melhor em Casa foi instituído no Brasil em 2011 e integrado ao Programa SOS Emergências na Rede de Atenção às Urgências no âmbito do SUS, através da Portaria ministerial nº 1.208 de 18 de junho de 2013. Atualmente ele é regido pela portaria 825, de 16 de abril de 2016. De 2011 a 2014 o programa passou por um período de expansão, com demanda de cursos, apostilas, cadernos de diretrizes de atendimento etc. Em 2016 entra em uma nova etapa de qualificação e potencialização da estrutura e novos procedimentos.

Desde 2019 surge nova estratégia de ampliação de equipes e ressignificação dos parâmetros, por conta da pandemia e coronavírus. “A maior validação do Melhor em Casa é a experiência do paciente”, ressaltou a diretora geral e Referência Técnica da Atenção Domiciliar e Hospitalar do MS. Durante a cerimônia de comemoração aos 10 anos do programa Mariana Borges, falou do futuro dos atendimentos, destacando que o próximo passo da Atenção Domiciliar é o tratamento aos pacientes pós-Covid.

Agradecemos por participar do Censo LGBTQIA+

As informações coletadas serão importantes para quantificar a demanda de atendimento por parte da Secretaria de Assistência Social para a população LGBTQIA+

Se você deseja fazer um agendamento para atendimento com a nossa coordenadoria LGBTQIA+ Clique Aqui