Secretaria de Cultura aldeense encerra 2022 com ações e editais inéditos

Entre os destaques do segundo ano de gestão estão a reabertura da Casa da Flor, a criação de equipamentos inéditos e novas oportunidades de trabalho para os artistas locais

Em 2022, a cadeia produtiva cultural em São Pedro da Aldeia ganhou importantes reforços com os novos projetos, ações e editais de fomento inéditos, lançados pela Secretaria Municipal de Cultura. Desde 2021, quando ganhou o status de Secretaria no governo do prefeito Fábio do Pastel, a pasta vem ampliando sua atuação com um olhar especial para os artistas do município, integrantes de uma das classes mais prejudicadas pela crise financeira causada pela pandemia da Covid-19. Por meio de Editais de Chamamento Público, foram ofertadas oportunidades de trabalho remuneradas para centenas de artistas locais, dançarinos, atores, artesãos e músicos, em um movimento de valorização àqueles que sobrevivem da arte e da cultura.

Ano de 2022 foi marcado por muitos projetos e ações inéditas promovidas pela Secretaria Municipal de Cultura
Foto:
Raíra Morena/Divulgação PMSPA

Lançado em março, o Edital nº 01/2022 – Prêmio Aldeia Cultural – ofereceu 25 prêmios em dinheiro para projetos em formato de vídeo produzidos por artistas e agentes culturais da cidade. Em maio, a Secretaria abriu o Edital nº 05, voltado à seleção e contratação de músicos solo, duplas e bandas para apresentações no Concerto Musical Gabriel Joaquim. Os espetáculos musicais foram encerrados em novembro deste ano e contaram com a participação de mais de 30 artistas de diferentes estilos musicais. Já o Edital de Chamamento Público nº 12 abriu processo seletivo para a contratação de mais de 90 artistas para apresentações musicais e cênicas nos eventos e projetos realizados pela Secretaria em praças e nos bairros da cidade.

A frente da pasta desde o início do governo, o secretário municipal de Cultura, Thiago Marques, destacou o esforço progressivo da gestão em prol da valorização da classe artística. “Os Editais de fomento eram um dos grandes compromissos da nossa gestão e, este ano, conseguimos avançar muito neste sentido. A realização dos Editais era uma reinvindicação antiga dos artistas, que garante a democratização dos recursos públicos. Esses Chamamentos só foram possíveis graças à ampliação do orçamento da pasta, que pela primeira vez, graças à iniciativa do prefeito Fábio do Pastel, é uma realidade. São projetos importantíssimos que, ao longo do ano, levaram arte, cultura, alegria e lazer de forma gratuita para o público aldeense, além de dar a oportunidade para que os nossos artistas pudessem apresentar os seus trabalhos e serem reconhecidos”, destacou.

Graças ao credenciamento e a contratação dos artistas, a Secretaria de Cultura pôde retomar, este ano, o projeto “Música na Praça”, que promove música ao vivo na Praça Agenor Santos. Outros projetos inéditos viabilizados pelos Editais foram o Sal Dá Jazz, que compreende apresentações gratuitas em formato de jam session na Praça Hermógenes Freire da Costa, e a Feira Cultural Itinerante, que já passou pelas praças dos bairros São João, Porto da Aldeia e Botafogo levando diversas atividades culturais, música ao vivo e feira de artesanato para a população local. A programação itinerante nas praças também incluiu a realização do projeto Aldeia Em Cena, que engloba apresentações de teatro e dança.

O Edital de Chamamento Público nº 11 abriu processo de seleção para a contratação de músicos instrumentistas, pessoas físicas ou jurídicas, visando a composição da Orquestra Sons da Aldeia. Além dos concertos e apresentações musicais da Orquestra, o projeto também oferece aulas de prática de conjunto e de prática instrumental para jovens aprendizes no polo de formação instalado no bairro São João. Este ano, o conjunto também foi destaque na programação natalina do município.

Outra importante conquista da Secretaria Municipal de Cultura (SEMUC) em 2022 foi a reabertura da Casa da Flor, após as obras de conservação. A última obra de recuperação estrutural no monumento datava de 2014. As obras entregues este ano foram executadas por uma empresa especializada, contratada pela atual gestão, e incluíram a higienização e limpeza, química e mecânica, em toda a parte interna e externa da edificação, além da retirada de vegetação invasora, em um processo que devolveu vida, estabilidade e uma camada de proteção fundamental para a conservação da Casa construída por Gabriel Joaquim dos Santos – um dos principais patrimônios históricos e artísticos da cidade e símbolo nacional da arquitetura espontânea.

Parcerias

Atenta às demandas da sociedade civil, a SEMUC também apoiou e incentivou a realização de ações culturais ao longo do ano em parceria com associações de moradores, movimentos independentes e entidades culturais, como a Fundação Anita Mantuano de Artes (FUNARJ), que trouxe para o município uma sessão gratuita de cinema com direito a distribuição de pipoca e refrigerante para a criançada.

Ao longo do ano, a Casa da Cultura Gabriel Joaquim dos Santos, o lar das manifestações culturais, também abrigou diversas exposições de arte temáticas, que envolveram a participação de representantes da literatura e das artes plásticas, além de sediar palestras e oficinas de desenho gratuitas.

Em 2022, os artistas locais também ganharam protagonismo nas edições do “Cultura na Rede”, um programa inédito de entrevistas, notícias e entretenimento lançado pela a Secretaria de Cultura, que vai ao ar mensalmente, ao vivo, na página oficial da Secretaria no Facebook, trazendo convidados de diferentes segmentos culturais da cidade.

Articulação cultural

A reestruturação do Sistema Municipal de Cultura (Lei nº 2.527/2014) tem sido outro esforço empenhado pela atual gestão desde o início do ano. O trabalho já envolveu a realização de reuniões para o fortalecimento do diálogo com a sociedade civil, a abertura de Consulta Pública para a revisão do Plano Municipal de Cultura e a reorganização do Conselho Municipal de Política Cultural, que em 2023 passará por nova eleição durante a quarta edição da Conferência Municipal de Cultura.

Este ano, São Pedro da Aldeia também sediou o Seminário de Boas Práticas do Fórum Estadual dos Secretários e Dirigentes Municipais de Cultura do Rio de Janeiro, que promoveu o encontro entre gestores de Cultura dos municípios que compõem a região das Baixadas Litorâneas. Representado pelo secretário Thiago Marques e pela diretora de Cultura, Giselle Lima, o município também marcou presença no II Encontro Estadual de Gestores de Cultura, que aconteceu em junho na cidade de Teresópolis-RJ, que oportunizou a troca de experiências e o debate de políticas públicas em nível estadual. Os gestores da Secretaria de Cultura e agentes culturais da cidade também marcaram presença na I Pré-conferência de Cultura da Região dos Lagos em Iguaba Grande-RJ, que discutiu políticas públicas voltadas ao setor. Também este ano, o secretário passou a integrar a nova diretoria eleita para o Fórum Estadual de Cultura, como representante da Região dos Lagos.

A Lei Estadual de Incentivo à Cultura também ganhou atenção especial da gestão este ano, por meio de um esforço em conjunto com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico. Sob a iniciativa da SEMUC, foram promovidos encontros estratégicos com empresários e oficinas gratuitas para os artistas e agentes culturais com o objetivo de apresentar o funcionamento da lei, que permite que empresas contribuintes de ICMS se tornem patrocinadoras de projetos culturais utilizando incentivo fiscal concedido pelo Estado. Para auxiliar os produtores culturais e esclarecer possíveis dúvidas, a SEMUC também criou o Núcleo de Apoio à Elaboração de Projetos Culturais com atendimentos presenciais e virtuais aos agentes da sociedade civil.

O ano também foi marcado pela parceria inédita da Secretaria Municipal de Cultura com o Governo do Estado e a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) na execução do Programa de Fortalecimento do Artesanato Fluminense, o PFAF. O programa ofereceu curso gratuito de capacitação para 50 artesãos locais em módulos focados em empreendedorismo e marketing, com certificação emitida pela própria universidade.

Novos equipamentos culturais

Outro destaque do segundo ano de gestão foi a criação de dois equipamentos culturais inéditos na cidade: o Ballet Municipal e a Companhia de Teatro Municipal, que possibilitam a formação e o aprimoramento das habilidades artísticas a jovens moradores do município.

Criado pela Lei nº 3.002/2022, o Ballet Municipal abriu vagas para 16 dançarinos, que passaram por audições. Os integrantes recebem aulas gratuitas de balé clássico, jazz, danças urbanas, dança contemporânea, sapateado e dança de salão e têm a oportunidade de representar o município de São Pedro da Aldeia em apresentações, festivais e concursos dentro e fora da cidade.

Regulamentada pela Lei nº 3.047/2022, a Companhia de Teatro Municipal abriu inscrições para atores e atrizes a partir de 16 anos. O equipamento atua no fomento à produção teatral e incentiva a formação teórica e prática dos integrantes. O elenco da Cia teve a sua estreia este mês com a apresentação do Auto de Natal, durante o evento de inauguração da Casa do Papai Noel.

Responsável pela formação artística de crianças, jovens e adultos do município, a Escola de Artes Municipal contemplou mais de 700 alunos em 2022 distribuídos em oficinas gratuitas de dança, música, artesanato, desenho e teatro. Em 2023, será aberto um novo período de matrículas para alunos do município, prioritariamente aos estudantes da rede pública de ensino.

Encerrando o ano, a Secretaria Municipal de Cultura inovou na entrega de mais um grande projeto de Natal à cidade: a tradicional Casa do Papai Noel e a ornamentação do município. Em 2022, as apresentações culturais da temporada natalina foram ampliadas graças à participação dos artistas contemplados pelos Editais e aos integrantes dos projetos e equipamentos culturais, como o Ballet Municipal, a Cia de Teatro e a Orquestra Sons da Aldeia. As performances de dança, música e teatro atraíram mais de duas mil pessoas à Casa da Cultura Gabriel Joaquim dos Santos, que compareceram ao Centro da cidade para prestigiar a chegada do Papai Noel e as atrações culturais da noite de abertura do Natal.

Este ano, a exposição natalina que reproduz o lar do Bom Velhinho foi totalmente revitalizada e ganhou até uma área cenográfica externa batizada de Aldeia do Noel, com trenzinho, trenó e diversos espaços instagramáveis. Na parte interna, a novidade foi a instalação de um carrossel, um clássico dos parques de diversão, para a diversão das crianças.

Seu cadastro foi realizado

Mais informações serão enviadas para o e-mail que foi cadastrado 

Agradecemos por participar do Censo LGBTQIA+

As informações coletadas serão importantes para quantificar a demanda de atendimento por parte da Secretaria de Assistência Social para a população LGBTQIA+

Se você deseja fazer um agendamento para atendimento com a nossa coordenadoria LGBTQIA+ Clique Aqui