Artesãos de São Pedro da Aldeia participam de curso de capacitação da UERJ

Iniciativa é fruto de um acordo de cooperação entre a Secretaria Municipal de Cultura e o Programa de Fortalecimento do Artesanato Fluminense

Com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura, dezenas de artesãos de São Pedro da Aldeia estão sendo beneficiados com o curso de capacitação “Qualificar para melhor empreender” do Programa de Fortalecimento do Artesanato Fluminense, o PFAF. O projeto é uma realização da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SECEC-RJ) e acontece até o fim deste mês no Cine Estação, com aulas semanais transmitidas ao vivo, focadas em empreendedorismo e marketing digital.

O secretário municipal de Cultura, Thiago Marques, enalteceu a iniciativa e a parceria firmada com a UERJ e a SECEC-RJ. “O curso de capacitação tem sido um grande incentivo para que os artesãos da nossa cidade se reconheçam enquanto empreendedores, explorem as suas potencialidades e encontrem os melhores caminhos para profissionalizar a sua mão de obra. O retorno dos alunos tem sido fantástico, as aulas se tornaram verdadeiros pontos de encontro do artesanato, um ambiente de troca de experiências e de intercâmbio cultural. Ficamos muito felizes em ver que essa parceria com o PFAF tem sido um sucesso e tem aberto novos horizontes no desenvolvimento da economia criativa local”, disse.

Para ter acesso ao curso, os artesãos passaram por um processo seletivo que envolveu o cadastramento prévio via formulário eletrônico disponibilizado no site da prefeitura. Ao todo, 50 vagas foram oferecidas pelo PFAF e a seleção dos participantes foi feita a partir de critérios preestabelecidos pelo programa. Dentre os quesitos avaliados estiveram a criatividade, tradição, o vínculo com a cultura local, o potencial de comercialização e o nível de consciência ambiental da atividade artesanal.

As aulas acontecem via plataforma Microsoft Teams e são ministradas por professores da Faculdade de Administração e Finanças da UERJ, todas as terças e quartas-feiras. Os artesãos participantes que concluírem a capacitação, respeitando a frequência mínima exigida, receberão certificado emitido pela Universidade e também terão a oportunidade de participar da última etapa do programa: a Feira de Artesanato e Economia Criativa, com estrutura idealizada e desenvolvida pelo PFAF.

Curso é ministrado por professores da Faculdade de Administração e Finanças da UERJ
Foto:
Raíra Morena/Divulgação PMSPA

Do bairro São João, Rosana de Mattos foi uma das artesãs contempladas pelo PFAF. “Estou maravilhada com a atenção que a Secretaria de Cultura tem dado aos artesãos locais. Foi assim que dei o pontapé inicial a uma nova carreira. Tirei minha carteira de artesã junto à Secretaria de Turismo, fiz o cadastro do município e do Estado e, consequentemente, estou abraçando as oportunidades que estão chegando. As aulas superaram as minhas expectativas e abordam assuntos super importantes a todos nós que decidimos tirar sustento de nossa criatividade. Acredito que, a partir de toda essa bagagem de informações, as atividades artesanais em São Pedro da Aldeia terão um salto de qualidade. É um programa que, realmente, está nos possibilitando ter informações de excelência, com profissionais de excelência e, o mais importante, sem custos. Só temos que agradecer e parabenizar a todos pela iniciativa”, destacou.

O conteúdo programático foi dividido em seis módulos, que abrangem Brand e Marketing de Varejo, Marketing Digital, Atendimento de Excelência ao Cliente, Gestão de Compras e Estoques, Gestão Financeira e Acesso ao Crédito para o Pequeno Empreendedor. Para o supervisor do programa, Guilherme Nanni, o entusiasmo dos alunos com as aulas indica que a continuidade do programa na cidade será promissora. “É lindo testemunhar os olhos dos artesãos participantes brilhando, empolgados e com sede de conhecimento e qualificação. O PFAF foi acolhido generosamente pelo secretário Thiago Marques, que abraçou com técnica e afeto o programa junto a sua equipe de excelência, enxergando a cultura e a arte como molas propulsoras para a transformação da sociedade. Isso faz total diferença”, disse.

Conteúdo programático abrange módulos voltados ao empreendedorismo e ao marketing digital
Foto:
Raíra Morena/Divulgação PMSPA

Artesã há 13 anos e dona de seu próprio ateliê especializado em bonecas de pano e arteterapia, Simone Giampaoli também foi uma das selecionadas para a etapa de formação. “Esse curso é um presente para os artesãos de São Pedro da Aldeia, porque quanto mais o artesão é capacitado, mais sucesso profissional e pessoal ele vai ter. Muitos artesãos, por exemplo, nunca tiveram ou tiveram pouco contato com o marketing digital ou com vendas através da Internet, que são aspectos essenciais e grandes diferenciais para os negócios hoje em dia. A gente precisava muito disso e essa capacitação tem sido um divisor de águas. Estou muito feliz e honrada por ter sido selecionada para estar junto a esse projeto. Parabéns à equipe da Cultura que está fazendo todo esse movimento acontecer”, ressaltou.

Seu cadastro foi realizado

Mais informações serão enviadas para o e-mail que foi cadastrado 

Agradecemos por participar do Censo LGBTQIA+

As informações coletadas serão importantes para quantificar a demanda de atendimento por parte da Secretaria de Assistência Social para a população LGBTQIA+

Se você deseja fazer um agendamento para atendimento com a nossa coordenadoria LGBTQIA+ Clique Aqui