Encerramento do curso de Cidadania da Fundação Ulysses Guimarães reúne jovens aldeenses

            O encerramento do curso gratuito “CIDADANIA: Aprendizagem para a Transformação Social” foi marcado pela participação de cerca de 40 jovens de São Pedro da Aldeia. O projeto foi uma realização da Fundação Ulysses Guimarães do Estado do Rio de Janeiro (FUG-RJ) e contou com o apoio da Prefeitura aldeense, por meio da Secretaria Adjunta de Cultura. O segundo, e último dia de curso, foi ministrado pelo representante local da FUG-RJ e integrante do movimento juvenil aldeense, Wagner Muniz, e aconteceu na sede do Cine Estação, no Centro da cidade.

Foto: Divulgação

            A secretária adjunta de Cultura, Edlúcia Marques, enalteceu a parceria com o projeto. “Estaremos sempre de portas abertas para abraçar os projetos em benefício da nossa juventude. O Wagner tem sido um jovem muito dedicado aos compromissos em prol da cidadania, do desenvolvimento do nosso município e no incentivo à participação dos jovens nas políticas públicas, de forma atuante. O curso de Cidadania certamente ajudou muito a desenvolver o senso crítico nos alunos; nosso desejo é que novos cursos possam vir e que mais jovens possam participar desse circuito contínuo de formação e educação”, destacou.

Foto: Divulgação

O curso de Cidadania compõe o projeto “FUG na Estrada”, que tem como proposta interiorizar as ações da instituição para diversas regiões do Estado. O conteúdo programático do último dia de curso envolveu a apresentação dos módulos II, “A Democracia e o Poder da Participação”, e III, “A Cidadania no Controle”. Entre os temas discutidos estiveram a evolução da democracia até o modelo atual; o papel da política e da democracia; os canais de participação cidadã; conceitos sobre o Terceiro Setor; a participação digital; a importância do voto e os diversos mecanismos de Controle Social, entre outros temas relacionados à compreensão das bases estruturantes para a construção de uma cidadania ativa e transformadora.

Foto: Divulgação

A turma foi organizada pelo representante e mediador local da FUG-RJ, Wagner Muniz, responsável por ministrar os módulos II e III do curso. “Quero deixar meus agradecimentos à secretária Edlúcia e sua equipe pelo total apoio ao projeto, sempre solícitos às demandas da juventude. Os direitos políticos ou de Cidadania fazem parte das garantias fundamentais, regulamentadas na Carta Magna do País, e a juventude precisa se informar e obter conhecimento, que nos é assegurado pela Lei de Acesso à Informação. Somente desta forma, o munícipe aldeense irá progredir. Acredito que a meta foi atingida, os jovens se mostraram interessados, fizeram perguntas, opinaram e se expressaram. Eles saíram diferentes, mais críticos e pensantes, sabendo como reivindicar seus direitos e como cumprir seu dever de cidadão”, afirmou. Ativista e acadêmico de Direito, desde 2017 o aldeense tem desenvolvido projetos sociais, debates, palestras e rodas de conversa voltados aos jovens da cidade.

Foto: Divulgação

No município, o curso contou com a presença majoritária de alunos do Ensino Médio da rede pública estadual, além de estudantes da rede particular e universitários, na faixa etária entre 16 e 20 anos. Participaram da iniciativa moradores dos bairros Botafogo, São Mateus, Recanto do Sol, Estação, Rua do Fogo, Morro dos Milagres, Fluminense, São José, Base, Porto do Carro, Porto da Aldeia, Balneário, Praia Linda, Centro, Recanto do Sol, Flexeira, Parque Estoril, Baleia, Poço Fundo, Mossoró e Nova São Pedro.

Foto: Divulgação

Para a estudante Darlene Machado, de 20 anos, a participação no curso foi proveitosa. “O curso me motivou a exercer o meu papel na sociedade como cidadã e a aprender sobre o Executivo, o Legislativo e o papel de cada um na sociedade. Me explicou o que é Cidadania, como ter vez e voz, buscar oportunidades e também saber como posso ajudar a região onde eu vivo”, destacou a moradora do Porto da Aldeia.

Foto: Divulgação

Ao longo do curso, os estudantes contaram, ainda, com material didático impresso e digital, incluindo vídeo-aulas. Todos os participantes receberão certificado de conclusão, emitido pela Fundação Ulysses Guimarães Nacional, em Brasília (DF).

Foto: Divulgação

Comentários estão desabilitados

Fechar Acessibilidade